Comidas

Um dia no Bo.lan, único restaurante tailandês estrelado

Por Pedro Marques, de Bangcoc, Tailândia

Por mais divertido que seja andar pelas ruas da Tailândia em busca de diferentes pratos, tem horas que o corpo cansado de tanto caminhar por templos e mercados pede um tratamento especial. Por isso, me dei de presente o menu degustação do Bo.lan. O restaurante foi idealizado pelo chef australiano Dylan Jones e sua esposa, a chef tailandesa Bo, que trabalharam em Londres com o chef David Thompson, do Nahm, único restaurante tailandês do mundo a obter uma estrela do Guia Michelin.

No Bo.lan, as técnicas e o esmero na produção de pratos são combinadas com ingredientes 100% tailandeses. “Nós só usamos ingredientes nacionais”, se orgulha Dylan, que pretende, um dia, ter o melhor restaurante tailandês – na Tailândia, claro. “É uma pena que o restaurante tailandês considerado o melhor do mundo esteja em Londres. Estamos nos esforçando para mudar isso”, disse o chef, sem esconder a pouca modéstia.

Se a comida do Bo.lan é mais autêntica ou melhor que a do Nahm, são os críticos do Michelin vão poder dizer. Eu, que não tenho nada a ver com essa história, só posso afirmar que o menu, batizado de Bo.lan Balance, é delicioso (e farto). Para aquecer, vieram pequenos brochetes de camarão e uma porção de noodle fresco em um copinho com vegetais crocantes (foto).

Em seguida, um banquete tailandês servido ao mesmo tempo. “É um hábito todos os pratos chegarem juntos. Assim as pessoas vão equilibrando os sabores do jeito que acham melhor, cada um em seu prato”, explica a chef Bo. Ou seja, de uma vez só os garçons trouxeram salada de camarão de rio com mangostins e ovo de pato cozido e salgado, porco e camarões moídos e cozidos em leite de coco e capim-limão em conserva, camarão gigante com broto de bambu, curry vermelho de galinha orgânica (alimentada com ervas) e uma sopa de repolho e porco. Como estamos na Ásia, o arroz não é opcional.

Quando nada mais cabia no estômago, os garçons trouxeram um lindo prato de sobremesas: crispies de arroz, frutas locais com leite de coco e toffee de banana. Felizmente, o menu ainda incluía uma xícara de chá local com camomila, menta, gengibre e mel para ajudar a digerir todo o banquete. Quanto saiu tudo? 2000 bahts, mais ou menos 110 reais. Levando em consideração que você não consegue comer até o jantar do dia seguinte, fica ainda mais em conta.