Bebida

Pegadas de carbono

Por Suzana Barelli

O selo verde no rótulo da foto ao lado indica a preocupação com o meio ambiente da vinícola chilena Concha y Toro. As novas garrafas da Casillero del Diablo são elaboradas com 13% menos vidro do que as anteriores, mas mantêm seu formato original. Na ponta do lápis, estas embalagens mais leves significam uma economia – para lá de importante – de 2,2 mil toneladas de vidro por ano, apenas nesta linha de vinhos. E é uma das ações da CYT para reduzir suas emissões de gás carbônico. A novidade, no entanto, ainda não tem prazo para chegar ao Brasil – o vinho, no caso, foi fotografado no free shop de Rivera, no Uruguai, onde é vendido por pouco mais de US$ 8.