Bebida

Janeiro traz vinhos em oferta

Por Suzana Barelli

As liquidações de vinhos em janeiro já são tradição no calendário de Baco. Passado o Natal e o Réveillon, período de vendas aquecidas de vinhos e espumantes, as lojas fazem o balanço do movimento do ano anterior e, não raro, decidem colocar vários rótulos em promoção. Nesta lista, escolhem, em geral, aquelas linhas que serão descontinuadas de seu portfólio, pelos mais diversos motivos, e aquelas safras mais antigas de vinhos que devem ganhar safras mais recentes. Hoje, segunda-feira, 16 de janeiro, por exemplo, a World Wine começa sua liquidação, com descontos de até 70%. Mas a empresa de Celso La Pastina não é a única a oferecer garrafas mais baratas em janeiro. A Casa do Porto, a Expand, a Grand Cru, a Viníssimo e a Zahil são algumas das importadoras que estão vendendo brancos, tintos e espumantes com descontos que, em geral, duram até fevereiro ou até o final do estoque.

Estas promoções são uma oportunidade para quem quer começar a montar a sua adega, aumentá-la ou, simplesmente, ter alguns bons vinhos para degustar com os amigos. Mas vale tomar alguns cuidados antes de sair comprando. O primeiro é que vinho bom é – também – aquele que a pessoa gosta. De nada adianta comprar um tinto bem pontuado por um crítico, se você não gostar da bebida, ou achá-la muito tânica, por exemplo. Assim, a dica é não se empolgar e comprar, já de início, uma grande quantidade de um mesmo vinho. É melhor adquirir uma garrafa, provar e, se gostar, comprar outras do mesmo lote.

O segundo ponto que merece atenção é a safra. Nas estatísticas, mais de 90% dos vinhos são feitos para serem consumidos logo. Isso significa que eles não vão ficar melhores com muito mais tempo em garrafa. Assim, desconfie das safras mais antigas, com descontos enormes. Nos brancos, evite adquirir garrafas com mais de dois anos de safra. Nos tintos, de quatro a cinco anos. Na lista das importadoras abaixo, muitos dos vinhos oferecidos são de safras mais antigas do que as recomendadas acima.

Assim, vale a regra 1: compre um, prove e, se gostar, compre mais garrafas. Mas lembre-se também que, como quase tudo no mundo de Baco, há exceções – há produtores que elaboram brancos e tintos que vão evoluir bem com tempo de garrafa. Neste caso, o conselho é pesquisar sobre o produtor antes de adquirir safras mais antigas.

Vale checar, por fim, como o vinho foi armazenado neste período, se foi em adega climatizada ou se a garrafa ficou exposta na vitrine da loja, sujeita a todas as variações de luminosidade. E este cuidado não vale apenas para as promoções de janeiro, mas para todas as compras.

Confira algumas das liquidações:

– Na Casa do Porto, os descontos variam de 10% a 60%. Há desde rótulos brasileiros, como o Malvasia de Candia 2009, da gaúcha Don Laurindo, vendido por R$ 40,50 (o preço de tabela é R$ 45), a clássicos chilenos. O Seña 2007 está com 30% de desconto – sai por R$ 339,50, o preço é R$ 485.

Informações: www.casadoportovinhos.com.br

– Na Expand, os descontos variam de 20% a 70%, em 60 rótulos de países como África do Sul, França, Itália, Chile e Espanha. Para quem quiser avaliar se os vinhos brasileiros do Vale do São Francisco envelhecem na garrafa, uma ideia é o Rio Sol Reserva Tinto, da safra de 2003, que está por R$ 23,40 a garrafa magnum (de 1,5 litro) – o preço de tabela é de R$ 78.

Informações: www.expand.com.br

– Na Grand Cru, são oito rótulos, a maioria da Argentina e do Chile, com descontos diversos. O Cobos Felino Malbec 2010, que teve 91 pontos do crítico norte-americano Robert Parker, é vendido por R$ 60 (era R$ 70) e o Sideral 2007, com 90 pontos do mesmo crítico, passou de R$ 139 para R$ 118.

Informações: www.grandcru.com.br

– A KMM traz rótulos em oferta do Chile, da África do Sul e da Austrália. O mais em conta é o simples chileno La Ronciere Reserva Sauvignon Blanc 2008, de R$ 49 por R$ 21. Da Austrália, um dos destaques é o Sandalford Element Classic White 2008, de R$ 71 por R$ 46.

Informações: www.kmmvinhos.com.br

– Na Viníssimo, entre os rótulos em oferta estão os da linha Finca Angel, do argentino Mauricio Lorca. O Malbec 2009 está de R$ 41,40 por R$ 33,12. De Portugal, o António Saramago Reserva Palmela 2005 passou de R$ 210 para R$ 160,80.

Informações: www.vinissimo.com.br

– Na World Wine, são 60 mil garrafas de vinho em promoção, incluído rótulos da própria empresa e os estoques da Enoteca Fasano, marca adquirida por Celso La Pastina no final de 2011. Os preços variam de R$ 24,90, o Emina Rosado 2008, até R$ 399,90, da Chassagne-Montrachet 1er Cru “Abbaye de Morgeot” 2006. Para quem aprecia champanhes, a Jacquesson Cuvée nº 732 Brut está por R$ 179,90 (era R$ 280). E o chileno 1865 Malbec 2008, da Viña San Pedro, é um tinto que costuma fazer sucesso (está por R$ 54 e antes custava R$ 69).

Informações: www.worldwine.com.br

– Na Zahil, importadora dos irmãos Serge e Antoine, foram selecionados 22 rótulos que serão descontinuados de seu portfólio e que são vendidos com descontos de 25% a 50%. Na relação, há produtores conhecidos pelos seus brancos, como André Ostertag, que segue a filosofia biodinâmica na Alsácia, e Jean-Michel Gerin, no Rhône. E alguns rótulos bem vendidos da Argentina, como o Rutini 2006 (o Syrah está por R$ 70 – o preço é de R$ 108).

Informações: www.zahil.com.br