Cultura

Gourmand World Cookbook Awards premia dois livros brasileiros

Por Pedro Marques

Foram revelados na noite desta terça-feira (6) os vencedores do Gourmand World Cookbook Awards, prêmio que elege os melhores livros de culinária publicados no ano anterior (no caso, 2011). O evento, realizado no Theatre Folies Bergère, em Paris, concedeu o título de melhor do ano para 79 livros sobre vinhos, licores e espíritos, cerveja e gastronomia, que foram selecionados de uma lista com 283 finalistas.

O Brasil teve 10 títulos entre os finalistas e levou dois prêmios: “O Ganso Marisco”, de Breno Lerner (Editora Melhoramentos), foi eleito o melhor livro na categoria Literatura Culinária, enquanto “Saveurs du Brésil”, de Sérgio Coimbra (Studio SC – Olo Editions), foi o vencedor na categoria Fotografia. Outros livros brasileiros que foram premiados: “A Verdadeira História da Cachaça”, de Messias S. Cavalcante (Sá Editora), na categoria Bebidas; “A Cozinha Vegetariana de Astrid Pfeiffeer”, de Astrid Pfeiffer (Editora Alaúde), na categoria “Vegetarianos”.

Os títulos “Gourmet & Sustentável” (categoria “Filantropia – América Latina) e “Sabores Brasileiros” (Corporativo) ficaram, respectivamente, com o segundo e o terceiro lugares. Ambos são da editora Bocatto.

Já o principal ganhador da noite foi o livro chileno “Gastronomia Patagonia”, de Franciscom Fantini, escolhido como o Livro do Ano de 2011. A culinária andina, aliás, esteve em alta: o peruano Rafael Osterling, com o título “El Chef”, e a venezuelana Helena Ibarra, com “Cocina Extra-Ordinaria”, recebera os prêmios de melhores escritores, nas categorias chef masculino e chef feminina, respectivamente.

E teve até um ganhador surpreendente: “Angry Birds Cookbook” (Rovio Mobile), que traz várias receitas à base de ovos “criadas” pelos porquinhos verdes. O título foi o vencedor na categoria “Primeiro Livro de Culinária” e não está à venda no Brasil, mas pode ser comprado na Amazon.com por cerca de US$ 8, mais o frete.