Acontece

A salvaguarda, em imagens

Por Suzana Barelli

Fotos Pedro Marques

Expositor amarra faixa no braço em protesto contra o pedido de salvaguarda feito pelo Ibravin para proteger a produção nacional de vinhos

O projeto de uma salvaguarda para o vinho brasileiro foi tema onipresente nas provas de vinhos do último mês. Durante a Expovinis, a maior feira de vinho da América Latina que termina hoje em São Paulo, a salvaguarda ganhou, também, imagens. Pessoas contra a medida, que, se aprovada deve restringir a entrada de garrafas importadas no Brasil, exibiam uma faixa preta no braço. Com os dizeres “Sou contra a salvaguarda”, a faixa era distribuída no estande da importadora Ravin.

No estande do Instituto Brasileiro do Vinho, o Ibravin, um botton verde, com os dizeres “Eu digo sim aos vinhos do Brasil”, era distribuído para aqueles que apoiam a salvaguarda. O botton é parte da campanha de marketing da instituição para defender a proposta de uma medida, a salvaguarda, para proteger o vinho brasileiro da chamada “invasão dos importados”.

Se o visual for um termômetro, na Expovinis, ao menos, a maioria é contrária a medida. A decisão final cabe ao governo, que está analisando o processo. Espera-se uma definição apenas no segundo semestre deste ano.

p.s. E para quem quiser aproveitar, a Expovinis termina hoje. O evento acontece no Expo Center Norte – Pavilhão Azul. Até às 21 horas. Consumidor final pode entrar a partir das 17h. O ingresso, por R$ 50, dá direito a uma taça de vinho. Na saída, uma loja vende os principais rótulos do evento.

Visitante demonstra apoio ao pedido de salvaguarda dos vinhos nacionais, com botton e adesivo da vinícola Dunamis, que apoia a medida

Visitante demonstra apoio ao pedido de salvaguarda dos vinhos nacionais, com botton e adesivo da vinícola Dunamis, que apoia a medida

Broche com os dizeres "Sou contra a salvaguarda" foi distribuído gratuitamente na Expovinis