Comidas

Menu testa: liquidificador Oster 4126

O potente liquidificador da Oster

Por Pedro Marques

Liquidificador é daqueles utensílios que a gente costuma pensar que é tudo igual. Mas nesses tempos, onde tudo é “gourmet” e precisa ser bonito para combinar com a decoração, alguns aparelhos se destacam. É o caso do Oster 4126, testado pela redação da Menu. O aparelho que pode ser encontrado na cor vermelha tem bom acabamento e visual retrô, com formas arredondadas na base e jarra de vidro com capacidade para 5 xícaras de líquido (ou 1,25 litro).

A operação do liquidificador é bem simples, já que ele tem apenas três velocidades e duas posições de “desligado”, uma do lado da velocidade 1 e outra do lado da velocidade 3. Pode parecer superficial, mas esse design ajuda no dia a dia, pois evita ter que desacelerar rapidamente o aparelho só para desligá-lo, o que pode inclusive danificar o produto a longo prazo.

Para quem está acostumado com os liquidificadores convencionais, que só podem ser ligados depois que a jarra é encaixada e travada na base, o modelo da Oster pode estranhar em um primeiro uso. Isso porque basta encaixá-la à base sem precisar travá-la para que ele funcione – dá até para tirar a jarra da base com o aparelho ligado. Fazer isso não estraga o aparelho, mas é preciso ficar atento. De qualquer forma, a jarra de vidro é um dos pontos fortes do produto: bem construída e com tampa de silicone, permite bater alimentos quentes, o que é interessante para fazer purês, por exemplo. A Oster bota tanta fé na jarra que, caso o componente quebre nos 12 primeiros meses de uso, a empresa troca por uma nova na hora.

O recurso mais interessante, porém, são as lâminas Ice Crush Blade, capazes de triturar alimentos duros. Para conferir se as lâminas são mesmo resistentes, foi feito um teste simples: transformar grão-de-bico em farinha, o ingrediente principal da receita de tofu amarelo, que está no livro Burma (e será comentado na próxima edição da Menu). A boa notícia é que o aparelho triturou meio quilo de grão-de-bico com facilidade. A má é que depois a farinha ainda ficou muito grossa, sendo necessário peneirá-la e triturar o restante novamente. No final, foi necessário moer e peneirar a farinha três vezes até que ela ficasse macia como farinha de trigo. Não chega a ser um problema, afinal o liquidificador não foi feito para essa finalidade.

O que incomodou mais foi o barulho, mas com potência de 600 watts, era de se esperar que o liquidificador não fosse exatamente silencioso, ainda mais triturando um alimento duro como o grão-de-bico. Na velocidade 1, porém, o ruído é bem tolerável. E essa potência é suficiente para fazer sucos e vitaminas, por exemplo. Mas o melhor é que é possível encontrar o aparelho à venda em lojas online (Submarino e Americanas) por R$ 349, contra os R$ 399 sugeridos pela fabricante.

Liquidificador Oster 4126

– 600 watts de potência

– 3 velocidades

– jarra de vidro com capacidade 1,25 litro

– 3,73 kg

– 19,37 (largura) x 23,81 (profundidade) x 33,48 cm (altura)

– preço sugerido: R$ 399