Acontece

Nove razões para visitar a Expovinis

Degustação de vinhos durante a Expovinis no ano passado

Por Suzana Barelli

A Expovinis não chegou à sua 17a edição por acaso. O maior evento de vinhos da América Latina, que começa hoje e vai até sexta-feira, em São Paulo, é o endereço certo para quem quer acompanhar as novidades sobre brancos e tintos. A seguir, nove razões para visitar a Expovinis, que acontece no Pavilhão Azul do Expo Center Norte, das 13h às 21h (hoje, dia 24, o evento é aberto apenas para profissionais do setor, e nos dias 25 e 26, o público não especializado pode visitar a feira a partir das 17 horas).

1 – A Expovinis traz a oportunidade de provar vinhos dos mais diversos países e estilos. São 400 expositores, todos sedentos para mostrar seus vinhos aos visitantes.

2 – Provar um vinho ao lado de seu enólogo – e vários deles estarão presentes no evento – é a melhor maneira de aprender sobre a bebida. Aproveite para perguntar para o produtor tudo sobre o vinho que está em sua taça.

3 – Para quem pensa que vinho é só francês, o Espaço França traz 60 expositores do país, com seus vinhos. Nas degustações dirigidas, o tema é Bordeaux e Bordeaux Supérieur.

4 – Aproveite as degustações premium. São vários temas e vinhos interessantes. No dia 25, por exemplo, o especialista Jorge Lucki conduz uma degustação sobre os “Destaques do Chile – Carignan e Pinot Noir”, às 19h30. No dia 26, o chileno Hector Riquelme fala sobre os melhores vinhos importados da feira, no mesmo horário. Cada palestra custa R$ 150.

5 – A Expovinis é a chance de conhecer mais sobre os vinhos brasileiros. Em uma área de 312 metros quadrados, do Ibravin, 23 vinícolas nacionais mostram seus lançamentos. Há vinhos até de Goiás.

6 – Provar os vinhos vencedores do Top Ten. No final de semana passado, especialistas se reuniram e degustaram mais de 150 vinhos para eleger os 10 melhores do evento, que podem ser degustados durante a Expovinis – confira a relação destes vinhos em www.exponor.com/expovinis

7 – Nas últimas edições, a Expovinis mudou de perfil, privilegiando os países e não as importadoras de vinho. Neste modelo, o consumidor consegue degustar, no mesmo espaço, diversos vinhos de uma única região. França, Uruguai, Itália e Espanha são alguns dos países que têm estandes na feira.

8 – Os negócios de vinho crescem a cada nova edição da feira. Neste ano, os organizadores investiram nas rodadas de negócios, colocando em contato produtores e importadores, das mais diversas regiões do Brasil.

9 – Depois de tanto vinho, por que não ganhar uma viagem? Uma das degustações no estande argentino checa, em provas às cegas, o conhecimento dos presentes na feira sobre o vinho do país do tango. O vencedor ganhará uma viagem com estadia para Mendoza. Informações em brasil@promendoza.com