Destaques-da-edicao

A Menu de agosto já está nas bancas!

Da redação da Menu

O nome “bomba” nunca foi tão falado nos últimos meses, quando as manifestações se espalharam por todo o País. Mas a palavra também tem seu lado doce: é como o brasileiro chama a tradicional éclair, feita com a massa choux recheada de cremes variados, como chocolate, baunilha e morango. E, ultimamente, a guloseima tem ganhado destaque em diversas docerias de São Paulo, como mostra a reportagem de capa da Menu de agosto. A versatilidade de sua massa é explorada em receitas doces e salgadas, preparadas pelo chef Joel Ruiz, da Escola Wilma Kövesi de Cozinha, em São Paulo.

A edição de agosto também faz um passeio pelas mesas coloniais do Sul do País, que mantêm a tradição de fartas refeições herdadas pelos alemães e ainda conquistam os paladares dos turistas que visitam a região de Nova Petrópolis, no Rio Grande do Sul.

Na seção Orgânicos, visitamos o trabalho do chef Gabriel Vidolin, do restaurante O Leão Vermelho, em São João da Boa Vista, interior paulista. O jovem cozinheiro, que atende somente quatro clientes por noite, tem feito parceria com produtores locais e orgânicos para fomentar a cadeia produtiva de sua região. Ainda falando sobre o tema, não deixe de ver o desempenho de dez marcas de azeites orgânicos degustadas às cegas (sem ver a embalagem), que teve a participação do chef André Castro, do restaurante D’Olivino, em São Paulo.

Aproveite a leitura da revista para conhecer a história de três estrangeiros que tiveram de “suar a camisa” para matar a saudade dos sabores de casa: o chef colombiano Dagoberto Torres, do paulistano Sabores de Mi Tierra, que foi atrás da receita de tamales de sua família; o chef italiano Giuseppe Girondino, da escola Accademia Gastronomica, em São Paulo, que reproduz tradicional limoncello; e a nutricionista peruana Betzy Slater, que pediu para amigos cultivarem o saboroso ají amarelo no Brasil.

No nosso caderno de vinhos, confira a degustação de 20 vinhos do Novo Mundo feitos com a uva syrah; as reportagens sobre a nova “Cata de Berlim” promovida pelo enólogo chileno Eduardo Chadwick em São Paulo, e sobre a qualidade dos vinhos da Quinta da Chocapalha, que está escrevendo uma nova história de brancos e tintos na região de Lisboa, em Portugal. Falando ainda em bebidas, a degustação de cervejas apresenta o estilo Barley Wine, em dez rótulos disponíveis no mercado brasileiro.

Os outros destaques da edição: a receitas com brócolis, na seção Tá Fresquinho, assinadas pelo chef Paolo Lavezzini, do carioca Fasano Al Mare; as dicas de nove livros indispensáveis para quem quer se aprofundar no mundo dos cafés; a avaliação do restaurante Geiko-san pelo casal de críticos anônimos Romeu e Julieta; a abertura do Pipo, de Felipe Bronze, e do Reserva TT Burger, de Thomas Troisgros, no Rio; a visita ao novo Forquilha Forneria, em São Paulo; a discussão sobre as saídas para produção artesanal de cervejas, na coluna Colarinho, assinada por Roberto Fonseca; e as novas paixões do músico Ed Motta, na seção Eu Gosto.

Para os leitores do blog, aprecie aqui a coluna Doce Mundo, de Patricia Schmidt, que fala da visita ao estrelado The Fat Duck, na Inglaterra; a coluna Paris, de Daniela Fernandes, com destaque para os food trucks da Cidade Luz; as dicas de presentes para o pai gourmet na seção Na Sacola; a reportagem sobre a nova cata de Berlim e a degustação das cervejas Barley Wine. Leia sem moderação!