Menu testa: forno elétrico com convecção Oster

6 dezembro, 2013  |  Menu Testa

O forno da Oster durante o teste

por Pedro Marques (texto e fotos)

Não faz muito tempo que eu dispensei o forninho elétrico de casa. Era um dos primeiros modelos que surgiram lá nos anos 1990 – pequenos e bem simples –, mas era uma mão na roda, pelo menos para preparar sanduíches, esquentar comida e gratinar pratos pequenos. Resistente, continuou funcionando mesmo depois que uma das resistências responsáveis por aquecer o forno partiu ao meio (mesmo quebrada ela funcionava). Lembrando daquele forninho, o modelo da Oster que chegou para a Menu testar parecia, a princípio, uma nave espacial, com várias funções. E, claro, não deixou (quase) nenhuma saudade do seu primo distante.

O modelo da Oster faz parte de uma nova safra de fornos elétricos com tecnologia digital, que permite ter várias funções e controles de temperatura. Eles também são maiores. Esse, por exemplo, tem capacidade de 25 litros. Em termos de espaço, dá para assar uma pizza grande ali ou alimentos tão altos quanto uma peça de cupim. Já no quesito utilidade, o forno é bem versátil, com funções para assar, assar por convecção, gratinar, tostar e manter aquecido.

Dessas, a mais interessante é, sem dúvida, a possibilidade de assar alimentos por convecção, um recurso que costuma aparecer apenas nos fornos mais caros. Essa função faz com que o ar circule em torno das comidas, reduzindo os tempos de cocção em até 25%, ao menos na teoria. Na prática, porém, essa técnica pode confundir a cabeça dos cozinheiros sem muita familiaridade com o calor por convecção. O manual explica apenas por cima como aproveitar o recurso (as comidas devem ser posicionadas no centro e devem estar descobertas) e o forno também não vem com um livro de receitas para guiar os donos.

Fora isso, a operação é direta e sem muitas firulas, basta escolher os botões de assar, gratinar (que serve ainda para grelhar) e tostar (útil para fazer torradas com pães e secar outros alimentos). Em seguida, você gira dois botões no painel para escolher a temperatura e o tempo de cocção e só, o forno já começa a funcionar.

Um dos grandes trunfos do forno da Oster, por sinal, é o controle de temperatura, que vai de 65ºC a 230ºC, e permite usar o aparelho para cozinhar alimentos em baixa temperatura, aumentando o repertório de receitas dos cozinheiros domésticos. Embora ele não seja preciso a ponto de ajustar temperaturas como 72,3ºC, esse recurso –  a capacidade de assar alimentos com menos calor  – abre caminho para pratos como chips de frutas, legumes e vegetais feitos no forno (alho, mandioca, batata, maçã, etc.) e outros tipos de assados que seriam impossíveis em um forno convencional, onde a temperatura começa nos 160ºC. E, apesar de o calor máximo ser de 230ºC, suficiente apenas para gratinar, isso não chega a ser um problema, pois o forno convencional alcança os 280ºC-300ºC.

Aliás, esse é um dos “problemas” do forno Oster: ele não substitui o forno convencional, pelo menos no caso de uma família grande. A capacidade de 25 litros é ok para alguém morando sozinho ou um casal, mas falta espaço para preparar refeições para uma família. E por não ser como aquele forninho que mandamos embora há pouco tempo, não cabe em qualquer espaço. As funções extras, porém, compensam.

Abaixo você confere a ficha técnica e uma receita feita com rabo de boi preparada nesse forno.

Forno elétrico 25 litros por convecção Oster

capacidade 25 litros

funções tostar, assar, assar por convecção, grelhar e manter aquecido

temperatura 65°C a 230°C

voltagem 110v ou 220v

garantia 12 meses

preço R$ 479

O rabo de boi preparado no forno elétrico

rabo de boi empanado com molho oriental

por Pedro Marques

1,8 kg de rabo de boi (apenas pedaços grandes)

2 cebolas roxas médias cortadas em fatias finas

1 colher (sobremesa) de alho bem picado

1 colher (sopa) de gengibre bem picado

1/2 xícara (chá) de shoyu

700 ml de caldo de carne

sal e pimenta-do-reino moída na hora a gosto

quanto baste de farinha de trigo, ovo batido e farinha de rosca para empanar

quanto baste de óleo de milho, girassol ou soja para fritar

cebolinha a gosto, picada finamente, para decorar

rabo de boi empanado com molho oriental tempere os pedaços de rabo bovino com sal e pimenta-do-reino a gosto e reserve. Em uma assadeira funda, distribua as fatias de cebola roxa, formando uma cama. Distribua o alho e o gengibre e arrume os pedaços de rabo de boi na assadeira. Regue com o caldo de carne e o shoyu, cubra com papel alumínio e leve para assar por 6 horas a 120ºC. Depois que assar, passe apenas a carne para uma tábua e a separe dos ossos com a ajuda de dois garfos. Desfie a carne com as mãos, retirando a cartilagem e a gordura. Forre uma travessa com filme plástico e coloque a carne em cima. Embale formando um retângulo com 1 cm de espessura. Coloque-o na travessa, ponha um peso em cima (outra travessa com frutas, por exemplo) e leve à geladeira por 12 horas. Em seguida, coe o caldo em que os pedaços de rabo foram assados em uma panela e leve ao fogo alto. Assim que ferver, reduza o fogo para baixo e deixe reduzir pela metade. Deixe esfriar, coloque em um pote e leve à geladeira por 12 horas para que a gordura do caldo solidifique.

para servir tire o excesso de cordura do caldo do cozimento dos rabos bovinos e leve o caldo à uma panela. Leve ao fogo médio e cozinhe até reduzir mais um pouco e engrossar. Reduza o fogo ao mínimo, apenas para manter aquecido. Corte o retângulo de carne desfiada em 4 pedaços iguais. Passe, na ordem, pela farinha, pelo ovo e pela farinha de rosca e frite em óleo bem quente (200ºC) até a casca ficar dourada. Escorra o excesso de gordura em uma travessa forrada com papel toalha. Arrume os empanados em um prato, decore com um pouco do molho e sirva acompanhado de arroz jasmim quente ou purê de batatas temperado com wasabi.

dica do chef no lugar da farinha de rosca, use farinha panko.

rendimento 4 porções

preparo 2 horas (+12 horas de geladeira)

execução moderada



1 Comentário


  1. bacana sua analise. Me convenceu a comprar, pois não conhecia a marca.

Comente

Comment moderation is enabled, no need to resubmit any comments posted.