Bebida

Aprenda drinques leves e refrescantes para fazer a festa em casa

O negroni é ideal para fazer um brinde no início da festa (fotos Felipe Gabriel/Ag. IstoÉ)

por Pedro Marques

Festa que é festa precisa ter bebida. E se quiser que o evento fique marcado na memória dos convidados, ofereça uma boa variedade de coquetéis. Essa é a dica do barman Márcio Silva, do Cutello SteakBar, em São Paulo, e embaixador da importadora Mr. Man. “As pessoas estão bebendo melhor fora de casa, provando mais drinques. E isso acaba sendo levado para as festas”, explica.

Mas nem todos os coqueteis são bem-vindos. Uma festa apenas com bebidas pesadas pode render uma bela dor de cabeça, durante e depois da comemoração. A dica, de acordo com Silva, é deixar os drinques mais alcoólicos para o início e aproveitar as receitas mais leves para embalar a celebração. “O negroni, por exemplo, está em alta e funciona muito bem para fazer um brinde especial no começo”, diz. “Mas, depois, vale apostar em bebidas mais refrescantes. Até porque as pessoas se movimentam bastante, dançam e o Brasil é um país quente”, acrescenta.

Entre os coquetéis que costuma preparar para manter as festas animadas, Silva destaca o ponche. “O brasileiro tem essa cultura de compartilhar e é legal ter uma grande poncheira, para servir em um copo com bastante gelo. É uma bebida bem refrescante, dá para combinar com várias frutas e hortelã”, afirma. Outros clássicos que caem bem nas comemorações, na opinião do barman, são o aperol spritz e a gim tônica – além de leves, são fáceis de preparar.

MENU 201 - BAIXA GASTRONOMIAO barman Márcio Silva ensina drinques práticos para não ter medo da coqueteleira

Descomplicar, aliás, é o segredo para garantir que a festa seja um sucesso. “As comemorações têm outra logística, é uma experiência diferente de um bar, onde são feitos coquetéis mais elaborados e que podem ser apreciados com calma”, afirma. Por isso, ele recomenda fazer uma preparação básica antes da festa começar, separando os ingredientes que vão ser usados em potinhos. Também é importante ter bastante gelo. Um truque simples é usar potes de plástico com tampa para fazer grandes blocos e depois quebrá-lo em pedaços menores na hora de servir. “Enquanto há gelo, há esperança”, brinca.

Para o barman, porém, o mais importante é se divertir. “Não pode ter medo de errar. O ideal e relaxar, sem pretensão de acertar”, diz. Então aproveite as receitas de Silva e prepare-as para os seus convidados.

spritzer bianco

por Márcio Silva, do Cutello SteakBar (leia reportagem na edição 201)

50 ml de vermute branco

1 lance de bitter de laranja

50 ml de prosecco

para servir

Folhas de louro

Casca de laranja, sem a parte branca

spritz bianco

Em um copo longo com cubos de gelo, coloque o prosecco. Mexa bem com uma colher de bar.

para servir guarnecer com folhas de louro e o twist de laranja.

rendimento: 1 drinque; preparo: 1 minuto; execução: fácil

 

gin & tonic

por Márcio Silva, do Cutello SteakBar (leia reportagem na edição 201)

50 ml de gim

150 ml de água tônica

para servir

Ramo de hortelã

Casca de limão-siciliano, sem a parte branca

gin & tonic

Em um copo longo com cubos de gelo, coloque o gim e a água tônica. Mexa bem com uma colher de bar.

para servir

Guarnecer com o ramo de hortelã e o twist de limão-siciliano.

dica do barman você pode modificar as guarnições de acordo com o tipo de gim utilizado.

rendimento: 1 drinque; preparo: 1 minuto; execução: fácil

 

negroni

por Márcio Silva, do Cutello SteakBar (leia reportagem na edição 201)

25 ml de gim

25 ml de vermute tinto

25 ml de campari

para servir

casca de laranja sem a parte branca

negroni

Em um mixing glass, com cubos de gelo e previamente gelado, coloque o gim, o vermute e o campari. Mexa bem com uma colher de bar.

para servir

Use um copo baixo. Coloque cubos de gelo e guarneça com o twist de laranja.

dica do barman

Para incrementar,  adicione 1 lance de bitter de laranja.

rendimento: 1 drinque; preparo: 2 minutos; execução: fácil

 

ponche rouge

por Márcio Silva, do Cutello SteakBar (leia reportagem na edição 201)

xarope de frutas vermelhas

1 xícara (chá) de água mineral

2 xícaras (chá) de açúcar orgânico

2 xícaras (chá) de framboesa

2 xícaras (chá) de mirtilo

ponche rouge

150 ml de gim

40 ml de licor de framboesa

60 ml de xarope de frutas vermelhas

80 ml de suco de limão taiti

200 ml de prosecco

para servir

4 ramos de hortelã

4 rodelas de limão

xarope de frutas vermelhas

Em uma panela, acrescente a água mineral e o açúcar orgânico. Aqueça até diluir todo açúcar. Acrescente as framboesas, os mirtilos e mexa até que vire um purê. Coe em uma peneira bem fina e deixe esfriar. Reserve na geladeira.

ponche rouge

Em uma jarra com cubos de gelo, coloque o gim, o licor de framboesa, o xarope de frutas vermelhas, o suco de limão e o prosecco. Mexa bem com uma colher longa.

para servir

Sirva em copos longos com cubos de gelo. Guarneça com ramos de hortelã e rodelas de limão.

dica do barman

Guarde o xarope na geladeira para conservá-lo por mais tempo.

rendimento 4 drinques; preparo 11 minutos; execução fácil

 

Cutello SteakBar
rua Cerro Corá, 1556 – Vila Romana (veja no mapa)
(11) 2935-0266 – São Paulo – SP
cutellobar.com.br