Bebida

Revista inglesa Decanter estuda mercado brasileiro de vinhos

A Serra Gaúœcha faz parte do roteiro da diretora de redação Sarah Kemp no Brasil (foto: divulgação)

 

por Suzana Barelli

Três dos principais profissionais da revista inglesa Decanter, uma das mais importantes publicações de vinho do mundo, desembarcam no Brasil na próxima segunda (22) para uma série de palestras, degustações e conversas com produtores nacionais. É a primeira vez que o board da revista visita ao Brasil. A ideia, diz Sarah Kemp, diretora de redação da publicação, em uma rápida entrevista por e-mail, é começar a conhecer o mercado nacional. “Temos visto um grande crescimento no interesse do vinho pelos brasileiros na Decanter”, conta ela.

Sarah vem acompanhada de Christelle Guibert, diretora de degustação, e Peter Richards MW, responsável pelos mercados brasileiro e chileno na Decanter. A visita será rápida – na quarta-feira, eles já vão para o Chile –, mas inclui dois seminários, um em São Paulo (SP) e outro em Bento Gonçalves (RS), sobre a revista e a sua maneira de degustar.

Organizados por Paulo Brammer e Thiago Mendes, sócios da escola Enocultura, o evento começa com uma apresentação de Sarah sobre a revista; Christelle explicará como é o processo do Decanter World Wine Awards (DWWA), o concurso de vinhos promovido pela publicação. Por fim, Richards coordenará uma degustação com vinhos premiados pelo DWWA, explicando quais são as características valorizadas pelos jurados da publicação para conceder uma medalha. Interessados em participar devem enviar e-mail para rsvp@enocultura.com.br. O evento é gratuito. As confirmações serão por ordem de inscrição e haverá uma lista de espera caso haja alguma desistência.

No roteiro, os três vão visitar também diversos produtores gaúchos. Em São Paulo, depois do seminário, está previsto um jantar na Enoteca Saint Vin Saint, onde devem conhecer rótulos brasileiros de pequenos viticultores. Na entrevista a seguir, Sarah Kemp explica a ideia da viagem. Confira:

Sarah Kemp, diretora de redação da Decanter Magazine, observa um grande crescimento no interesse do vinho pelos brasileiros

Sarah Kemp, diretora de redação da Decanter Magazine, observa um grande crescimento no interesse dos brasileiros pelo vinho (foto: divulgação)

Por que a revista Decanter decidiu vir ao Brasil para mostrar e explicar a revista e o concurso Decanter World Wine Awards (DWWA) para o nosso mercado?

A Decanter está fazendo sua primeira viagem para o Brasil para explorar o mercado brasileiro de vinhos, tanto o doméstico como o dos rótulos importados. Temos visto um grande crescimento no interesse do vinho pelos brasileiros na Decanter. As assinaturas da revista impressa e da versão digital e o acesso de visitantes no site decanter.com vem crescendo nos últimos cinco anos. Muitos dos grandes produtores vêm o Brasil como um importante mercado em crescimento, e a Decanter quer explorar as oportunidades em aumentar a nossa presença neste excitante mercado. Dois anos atrás, nós lançamos um evento em Shanghai, a Decanter Shanghai Fine Wine Encouter, e vamos pesquisar ser há um interesse semelhante para um evento desta natureza no Brasil. A segunda razão para esta viagem é conhecer a indústria brasileira de vinhos em primeira mão. Estamos começando a ver a indústria brasileira se tornar conhecida no cenário internacional, mas ainda há muito para descobrir nesta indústria que está se movimentando rapidamente. Os consumidores internacionais acreditam que, devido aos esforços dos produtores chilenos e argentinos, a América do Sul pode produzir vinhos de grande qualidade, e que representam também um bom preço. O Brasil tem a oportunidade de aproveitar esta imagem positiva.

Ainda há pouco rótulos brasileiros no mercado inglês e são poucas as vinícolas nacionais que inscrevem os seus vinhos no DWWA. Baseado no seu conhecimento sobre os vinhos brasileiros, qual é a sua opinião sobre a bebida brasileira?

Como eu disse, é a nossa primeira viagem ao Brasil e estamos muito ansiosos em conhecer seus vinhos. A seleção de vinhos brasileiros no Reino Unido é muito pequena, mas teve um espumante que entrou na nossa relação dos 50 melhores vinhos da América do Sul no ano passado (o Miolo Cuvée Tradiction Brut). O Fausto 2013, da Pizzato, também se saiu muito bem na degustação de chardonnays sul-americanos (publicada na edição de outubro de 2015).

Qual é a participação dos vinhos brasileiros no DWWA. Com esta visita, a ideia é aumentar esta participação?

As inscrições de vinhos brasileiros no DWWA é muito pequena. No ano passado, recebemos menos de 40 inscrições. Mas cerca de 60% foram recomendados o que é uma grande conquista. Claro que vamos discutir o concurso com os produtores, mas este não é o foco principal da nossa visita. Nós queremos começar um relacionamento com os produtores e ver como nós poderemos trabalhar juntos no futuro.

Quantos brasileiros assinam a revista Decanter atualmente?

O Brasil está indo bem. E é o maior país da América do Sul para assinaturas, maior do que o Chile e a Argentina. A Decanter está disponível em 94 países.

 

 

Seminário Decanter – São Paulo

Data: 22 de fevereiro

Horário: 15h às 16h

Local: Praça São Lourenço

rua Casa do Ator, 608 – Vila Olímpia (veja no mapa)

(11) 3053-9300 – São Paulo – SP

 

Enocultura 

enocultura.com.br