Bebida

Confira seleção de cervejas especiais lançadas em fevereiro

(foto: divulgação/ Shutterstock)

por Pedro Marques

Pouco mais de 15 cervejas foram lançadas em fevereiro deste ano – e as cervejarias apostaram em estilos mais leves, como American Pale Ale, Berliner Weisse, Gose e Pilsen, que combinam com o calor da época do ano. O ponto fora da curva é a Leopoldina Old Strong Ale, da Famiglia Valduga, mais conhecida pelos vinhos que produz na Serra Gaúcha. Confira a seguir os destaques deste mês:

A Pé na Areia leva caju na receita (foto: divulgação)

A Pé na Areia leva caju na receita (foto: divulgação)

Cervejaria Nacional

A Cervejaria Nacional, brewpub da capital paulista, e a Blondine, de Itupeva, fizeram em colaboração essa a Pé na Areia, uma American Pale Ale leve, com apenas 4,6% de álcool e que leva caju em sua receita. A fruta traz à bebida uma leve acidez, que contrasta com o amargor dos lúpulos mais aromáticos. Sai por R$ 22,95, no CluBeer.
clubeer.com.br.

 

Cerveja Pilsen é o primeiro lançamento da escola cervejeira (foto: divulgação)

Pilsen é o primeiro lançamento da escola cervejeira (foto: divulgação)

Instituto da Cerveja Brasil

O Instituto da Cerveja Brasil, escola voltada para o ensino cervejeiro, lança sua primeira receita, uma Pilsen batizada de O Quinto Elemento, feita em parceria com a cervejaria Blondine, de Itupeva. Com 4,9% de teor alcoólico e amargor moderado, o rótulo está à venda em bares, mercados e empórios de São Paulo. O preço sugerido d garrafa de 500 ml fica entre R$ 17 e R$ 20. institutodacerveja.com.br

Leopoldina é a primeira linha cervejeira da vinícola gaúcha (foto: divulgação)

Leopoldina é a primeira linha cervejeira da vinícola gaúcha (foto: divulgação)

Leopoldina

A Famiglia Valduga, tradicional produtora de vinhos da Serra Gaúcha, está entrando no mercado de cervejas artesanais com a marca Leopoldina. Os primeiros rótulos são dos estilos Pilsen, Weiss e IPA, os preferidos dos cervejeiros. O destaque fica por conta da Leopoldina Old Strong Ale, com 11% de álcool, que matura por 10 meses em barris de carvalho francês e com segunda fermentação na garrafa. Sai por R$ 129, na loja online da Famiglia Valduga.
loja.famigliavalduga.com.br

Vanilla Porter é um dos rótulos da canadense Mill St, que chega ao Brasil (foto: divulgação)

Vanilla Porter é um dos rótulos da canadense Mill St, que chega ao Brasil (foto: divulgação)

Mill St.

A canadense Mill St. chegou ao Brasil com nove rótulos, entre eles uma Lager orgânica, Witbier e cervejas escuras do estilo Porter aromatizadas. A Vanilla Porter, que leva baunilha e tem 5% de potência pode ser uma opção para harmonizar com os chocolates da Páscoa, que neste ano cai no último domingo de março. Sai por R$ 25, na Cerveja Store. cervejastore.com.br

Primator IPA

Rótulos da cervejaria tcheca Primátor são trazidos para o Brasil pela Mr. Beer (foto: divulgação)

Primátor

A rede cervejeira Mr. Beer está trazendo com exclusividade ao Brasil o rótulo India Pale Ale da cervejaria tcheca Primátor, que segue mais a linha inglesa – ou seja, não é tão amarga nem tem o final áspero encontrado em IPAs do estilo americano. Custa cerca de R$ 30. Outras cervejas da Primátor também fazem parte do portfólio da Mr. Beer, como English Pale Ale, Primátor Exclusive 16% e Primátor Double 24%. mrbeercervejas.com.br

A Gang Bang é fermentada com lactobacilos e tem um toque de manga (foto: divulgação)

A Gang Bang é fermentada com lactobacilos e tem um toque de manga (foto: divulgação)

Urbana
A Cervejaria Urbana, de São Paulo, lançou dois rótulos de estilos pouco comuns no Brasil: a Gang Bang, uma Berliner Weisse, fermentada com lactobacilos e finalizada com um toque de manga; e a Relaxa & Gose, do estilo alemão Gose e com adição de sal e coentro. Além disso, relançou a La Sorciere, do estilo Belgian IPA. As garrafinhas de 310 ml são vendida por cerca de R$ 20, cada, nos empórios especializados. cervejariaurbana.com.br