Comidas

Novo cardápio do Dalva e Dito tem pratos para compartilhar

A macia costela no bafo, assada por 16 horas no forno Josper, é uma das novidades para compartilhar (foto: divulgação/ Wellington Nemeth)

por Beatriz Marques

É de tirar o fôlego a agenda que o chef Alex Atala tem cumprido desde o começo do ano. Entre as principais atividades, vale ressaltar a abertura dos boxes com produtos do bioma brasileiro no Mercado de Pinheiros, a inauguração do restaurante Açougue Central na Vila Madalena e, há poucas semanas, a mudança do cardápio do Dalva e Dito, nos Jardins.

Em parceria com o chef executivo Elton Júnior, Atala introduziu 15 pratos no menu da casa, sempre com foco na cozinha tradicional brasileira. Mas a novidade está no serviço: boa parte deles é para compartilhar. Dá gosto de ver o peixe do dia (como a tainha) com vinagrete preparado em folha de bananeira e servido inteiro à mesa (R$ 180). Ou mesmo os comensais cortando a macia costela no bafo (R$ 180), depois de 16 horas de preparo no forno Josper, acompanhada de legumes assados, como cebola, mandioquinha e abóbora. Rubacão (versão de baião de dois com feijão-de-corda, R$ 52), joelho de porco com batata bolinha (R$ 130) e galeto recheado com farofa de quiabo (R$ 64) são outras pedidas criadas para dividir em até três pessoas.

Mas se for sozinho ao restaurante ou achar a quantidade exagerada, há também novos pratos individuais. É o caso do arroz de suã (R$ 64) e da imperdível caldeirada de pirarucu (R$ 95), perfumada e delicada, acompanhada de pirão do peixe. E não saia do Dalva sem provar o doce de abóbora com sorvete de coco e crumble de castanha de caju (R$ 21), que também faz sua estreia no cardápio, elaborada pelo chef confeiteiro André Maciel.

Dalva e Dito

rua Padre João Manuel, 1115 – Cerqueira César (veja no mapa)

(11) 3068-4444 – São Paulo (SP)

dalvaedito.com.br