Acontece

MasterChef com profissionais promete provas desafiadoras

Os jurados Fogaça, Paola e Jacquin, na companhia da apresentadora Ana Paula Padrão, serão ainda mais exigentes com os profissionais (fotos: divulgação)

por Cintia Oliveira

Conhecido como um talent show para cozinheiros amadores, agora o MasterChef Brasil (exibido pela Band) é para profissionais – ao menos na próxima temporada. Em coletiva realizada nesta terça (27), na sede da emissora, em São Paulo, o trio de jurados – os chefs Henrique Fogaça, Paola Carosella e Erick Jacquin -, na companhia da apresentadora Ana Paula Padrão e do diretor Patricio Díaz, adiantaram algumas novidades do MasterChef Profissionais, que estreia na próxima terça (4). Composto de 11 episódios (a terceira temporada teve 25), o programa promete ser ainda mais eletrizante do que a versão para amadores. “Diferentemente do MasterChef original, o programa será mais dinâmico. Os profissionais chegam com segurança, estão acostumados com pressão e defendem até o fim as suas ideias”, diz Ana Paula.

Como era de se esperar, as provas serão mais longas e difíceis do que a versão para amadores. Os chefs terão de enfrentar desafios que vão desde servir clientes em um restaurante até reinterpretar pratos clássicos. “Seremos ainda mais exigentes com os profissionais. Mais do que usar ingredientes exóticos e combinações esdrúxulas, terão que demonstrar técnica e fazer o simples, com excelência”, diz Paola.

Uma das novidades desta nova temporada é a presença de um novo cenário na atração. Trata-se de um vestiário, pelo qual os participantes irão passar antes de começar o programa e ao final de cada episódio. Segundo Jacquin, esse cenário, presente no universo dos restaurantes, é muito importante no cotidiano de um chef. “Tudo acontece no vestiário. A gente sente expectativa, medo de entrar na cozinha, desconta a raiva nas paredes, fuma escondido”, diz Jacquin, que logo é interrompido pelo diretor. “Fuma só nos de verdade. Nesse não”, brinca o chef francês.

Os candidatos do MasterChef Profissionais: alguns deles bem conhecidos no meio gastronômico

Os candidatos do MasterChef Profissionais: alguns são bem conhecidos no meio gastronômico

Entre os concorrentes, há chefs conhecidos do meio gastronômico. É o caso da chef Eliane Carvalho, chef do Brie Restô, de Cuiabá (MT), que já teve restaurante homônimo em São Paulo; do chef Ivo Lopes, que passou pela cozinha de restaurantes como Due Cuochi e Pomodori e, atualmente, é consultor da rede Alessandro & Frederico, no Rio de Janeiro; da chef Dayse Paparoto, que passou pelas cozinhas do Buffet Fasano, do Due Cuochi e do Nico Pasta & Basta, e, atualmente, comanda a cozinha do paulistano Feed Food; e do chef Ricardo Bonomi, que chegou a integrar o time de apresentadores do programa Homens Gourmet (exibido pelo extinto canal pago Bem Simples).

Por enquanto, metade da temporada já está gravada. E um dos elementos que mais surpreendeu foi a relação entre os candidatos e os jurados. “Boa parte dos competidores são jovens, que a cada prova surpreendem e inspiram os jurados. Por outro lado, os jurados, que são chefs experientes, os tratam como colegas e transmitem conhecimento de uma geração para a outra. Isso é muito bonito”, diz Ana Paula.

Aliás, nesta nova temporada, que será repleta de técnicas e equipamentos arrojados, a apresentadora encara um novo papel. “Como os chefs irão usar técnicas mais avançadas, que muitas vezes nem eu consigo entender, tentarei entender e explicar para o público alguns conceitos”, diz a apresentadora.