Acontece

Produtos ameaçados de extinção são destaques de festival

Pirarucu com molho de urucum e escamas de banana-da-terra: uma das sugestões da chef Morena Leite para o festival Arca do Gosto, promovido pelo Slow Food Brasil (foto: divulgação; Sabrina Vascondelos)

por Cintia Oliveira

Até o dia 6 de novembro, acontece em São Paulo a segunda edição do festival Arca do Gosto, evento que tem o objetivo de trazer à tona ingredientes nativos e ameaçados de extinção. Promovido pelo Slow Food Brasil – movimento internacional criado pelo italiano Carlo Petrini com o intuito de defender a biodiversidade alimentar e integrar a cadeia produtiva como um todo -, o foco do evento são os produtos do Sudeste brasileiro, que fazem parte da Arca do Gosto, lista organizada pelo Slow Food com mais de 3500 ingredientes do mundo todo (100 deles são brasileiros), que correm risco de extinção.

A programação reúne diversas atividades comandadas por chefs que fazem parte da recém-lançada Aliança de Cozinheiros do Slow Food Brasil, que tem o objetivo de preservar os ingredientes e a cultura alimentar. Entre os destaques do evento estão:

* No dia 23, a chef Claudia Mattos recebe Virginia Pinto Coelho no Espaço Zym para uma aula e piquenique para crianças com frutas como jaracatiá, uvaia e grumixama (R$ 230, adulto e criança).

* O bartender Jean Ponce apresenta, no dia 25, no bar Guarita, uma aula de caipirinhas com frutas brasileiras com Douglas Bello, do Sítio do Bello (R$ 120).

* Já no dia 31, o chef Marcelo Corrêa Bastos recebe no restaurante Jiquitaia o chef Fábio Vieira, do Micaela, para um jantar a quatro mãos, no qual irão utilizar ingredientes como ostra da Cananeia, palmito juçara, porquinho e dashicô (sardinha seca e defumada) (R$ 160).

*A chef Bel Coelho realiza, no dia 5 de novembro, mais uma edição do evento Canto da Bel, no qual servirá na calçado do Clandestino, sugestões como a manjuba com ponzu de uvaia (R$ 15). No mesmo dia, a chef Ana Soares recebe Mara Salles e o produtor de palmito juçara Adolfo Timotio Verá Mirim para mais uma edição do projeto Pop Up, na rotisseria Mesa III (R$ 105).

Durante o festival, alguns restaurantes irão oferecer menus fixos. É o caso das chefs Morena Leite e Carla Pernambuco, que realizam nos restaurantes Capim Santo e Carlota, respectivamente, jantares à base de produtos da Arca do Gosto. Enquanto Morena destaca ingredientes como o queijo do Araxá, o jenipapo e o urucum (R$ 98, com entrada, prato principal e sobremesa), Carla apresentará um menu com jabuticaba e batata doce roxa (R$ 100, com entrada, prato principal e sobremesa).

A programação completa está no site http://slowfoodbrasil.com/festival-arca-do-gosto2016

 

Arca do Gosto

data 20 a 6 de novembro

Slow Food Brasil

slowfoodbrasil.com