Comidas

O izakaya Yorimichi é a nova aposta de chef Ken Mizumoto

Os espetinhos de frango e outros ingredientes, como miúdos de porco, serão o destaque do Yorimichi (fotos: Felipe Gabriel/ Ag. IstoÉ)

por Pedro Marques*

Que os izakayas, os botecos japoneses, estão em alta, você ficou sabendo na edição 204 da Menu. Nessas casas, sushi e sashimi costumam ficar de fora – o destaque são pratos quentes, como lamens e porções para petiscar acompanhados de cerveja, saquê ou shochu (destilado feito com batata, cevada ou arroz). Embora os botecos japoneses tenham a mesma proposta descontraída, o cardápio pode variar bastante. E é justamente para fugir do trivial que o chef Ken Mizumoto, do paulistano Shinzushi, inaugurou em julho o Yorimichi, izakaya que tem como carro-chefe o yakitori, receita de espetinho japonês que tem pouco destaque na cena gastronômica paulistana. “Já tem muita gente fazendo lamen e katsu sando (sanduíche de porco empanado)”, brinca Mizumoto.

o kamameshi, arroz cozido, com pancetta ao tarê e ovo poché;

O kamameshi, arroz cozido, com pancetta ao tarê e ovo poché

O ponto onde vai funcionar o Yorimichi, no bairro do Paraíso, passou por uma reforma de quatro meses e o destaque do salão é o balcão em formato de “U”, com uma churrasqueira a carvão do lado de trás, onde os espetinhos serão preparados na brasa, na frente do cliente. Tradicionalmente, os yakitoris são feitos com carne e miúdos de frango, mas, com o tempo, o nome passou a ser usado para se referir a espetos em geral. Mizumoto promete algumas novidades com miúdos, como espetos de intestino de porco e de língua de boi. “Quero mostrar que existem mais coisas da comida japonesa”, diz o chef, que vê com bons olhos a nova leva de izakayas que estão abrindo na capital paulista. “Quanto mais as pessoas souberem que não é só sashimi e sushi que vêm do Japão, melhor.”

 O chef e sócio do Yorimichi, Ken Mizumoto, e Yukie Kabashima, chef executiva da casa

O chef e sócio do Yorimichi, Ken Mizumoto, e Yukie Kabashima, chef executiva da casa

Seguindo essa linha de trazer receitas menos conhecidas por aqui, Mizumoto e a chef executiva Yukie Kabashima, que será responsável por tocar o Yorimichi, ainda vão apresentar pratos como o kamameshi, servido em uma simpática panelinha em miniatura e que leva arroz, pancetta cozida com molho tarê, ovo cozido em baixa temperatura e cebolinha, e o omurice, omelete de interior cremoso coberta por molho demi-glace, acompanhada de mexido de arroz com frango, milho e cebola. “São receitas que também devem agradar à comunidade japonesa, que é bem presente nessa região”, explica.

MENU 208 - MUNDO BAR

O omurice, mexido de arroz com frango e omelete cremosa

Para beber, a seleção deve se concentrar nos uísques japoneses, como os premiados Hibiki, shochus e saquês, que serão fornecidos pela loja Adega de Sakê. “A proposta é ter rótulos de qualidade a preços acessíveis, por volta dos R$ 80”, afirma o chef, que garante já ter as bebidas estocadas para a inauguração. O cardápio ainda não tem valores definidos, mas as porções devem girar em torno de R$ 25, preço semelhante ao cobrado por outros bares do mesmo estilo. Com essa fórmula, o Yorimichi esperar ter o mesmo sucesso dos outros izakayas recém-abertos na cidade.

Yorimichi 

rua Otávio Nébias, 203 – Paraíso (veja no mapa)

(11) 3052-0029 – São Paulo – SP

 

* Reportagem publicada na edição 208