Coluna

Ópera Samfaina homenageia a cultura catalã

Cenas do espaço multicultural aberto em Barcelona (fotos: divulgação)

por Patricia Schmidt*

Aberto em setembro nas Ramblas, coração de Barcelona e dentro do Liceu, a Ópera Samfaina promete ser muito mais que um espaço multissensorial: redefine o conceito de museu, mercado de gastronomia e entretenimento a partir da cultura das tapas, algo tão arraigado ao espanhol. O nome Samfaina refere-se ao refogado típico da Catalunha, feito com berinjelas, abobrinha, tomate, alho e cebola, servido como acompanhamento de carnes e peixes ou sobre uma fatia de pão. De acordo com a Enciclopédia Catalana, há registros desde 1890 e deriva de samfònia, do latin symphoñia.

O espaço, criado em parceria entre o artista Franc Aleu (responsável pelo projeto Somni dos irmãos Roca) e os irmãos Roca, do el Celler de Can Roca, proporciona uma experiência gastronômica que combina as diferentes partes culturais da Catalunha. São 950 metros quadrados divididos em quatro áreas: Vermutería, Odisseia, Diva e Mercado. A primeira é o início da viagem, o aperitivo. A decoração é inspirada na azeitona e no azeite de oliva e no local são degustadas as iguarias típicas do vermute catalão, como as anchovas de Escala, alho branco, batatas bravas e gazpacho, acompanhados da tradicional bebida.

MENU 211 - DOCE MUNDO

Dentro da Diva estão a cervejaria Estrella, onde vemos o mar projetado com um lindo pôr do sol e o balcão feito de um barco de pescadores; o bar de vinhos, elaborado com garrafas, onde fazem projeções de imagens sobre o mundo do vinho; o bar solidário, onde tapas são preparadas pelos melhores cozinheiros da Catalunha e que têm parte da renda revertida a diferentes associações de integração social. As mesas são temáticas e interativas: imagens, sons, cheiros e gostos se misturam, focando nos produtos de temporada e mostrando ao público um pouco mais da cultura catalã.

A Odisseia foca nos produtos do mar, em espaço onde parece que pisamos sobre a água. E o Mercado é a oportunidade de levar para casa um pouco dessa experiência, com produtos da região, queijos, embutidos e vinhos. A imersão na cultura catalã acontece até nos banheiros, que brincam com o imaginário com mosaicos de Gaudí.
MENU 211 - DOCE MUNDO
“Será como comer um país inteiro, desfrutando de uma história divertida, com boa música. É a nova mitologia catalã”, brinca Jordi Roca. Mas para entender mesmo, tem que ver, sentir, cheirar, escutar e comer!

Opera Samfaina
operasamfaina.es

* Texto publicado na coluna Doce Mundo, da edição 211