Comidas

Salão descolado e menu enxuto são marcas do restaurante Teus

O chef Francisco Farah, no salão do Teus (foto: Fotos Gabriel Reis/Ag. IstoÉ)

por Romeu e Julieta* 

A fórmula não é nova, mas como tem dado certo, é a que vem frutificando a cena gastronômica paulistana nos últimos anos. Cada vez mais aparecem restaurantes de preços acessíveis, sem grandes pretensões, que proporcionam momentos agradáveis à mesa. “Afinal, em momento de bolsos apertados, as pessoas querem se divertir e comer bem gastando pouco”, disse Julieta.

Foi essa a atmosfera que minha companheira e eu, Romeu, encontramos ao chegar ao Teus. Em um canto tranquilo da rua Natingui, na Vila Madalena, a casa tem um pé no bar e outro no restaurante. Primeiro pelo ambiente: traz um ar rústico, que mescla paredes de tijolo aparente com espelhos enormes, sofá de couro, pé direito alto e iluminação baixa. “A varanda é ainda mais convidativa para aproveitar o verão”, analisou Julieta. Mas o que mais me chamou a atenção foi o bar, no centro do salão – lugar ideal para passar meus minutos de espera, já que, mesmo com poucas semanas de vida, o Teus estava cheio naquela noite de dezembro.

Bolinho de arroz com queijo Tulha e o pote de picles

Enquanto me contentava com um gim-tônica (R$ 25), Julieta escolheu o curioso Do Verde (R$ 25), com gim, infusão de salsinha, manjericão e pepino, suco de limão e bitter de salsão. “É refrescante e bem agradável, menos assustador do que parece”, brincou Julieta. Já em nossas mesas, vimos no cardápio** que o chef Francisco Farah (ex-Eñe e Bistrô Charlô) exacerba sua influência espanhola em boa parte dos pratos. É o caso da saborosa frigideira de ovo caipira, batata e jamón serrano (R$ 19), uma das opções para compartilhar (as entradas são maioria no menu), que foi misturada à mesa pelo garçom. “Eu gosto quando há maior participação do serviço na finalização dos pratos”, comentou minha parceira. E do polvo grelhado com batatas ao murro e aïoli picante (R$ 55, o prato mais caro da casa), ao ponto, macio e equilibrado no paladar – minha pedida principal. Pena que o arroz de lula, feito no forno, ao estilo valenciano (R$ 44) estava em falta no dia da nossa visita, assim como a porção de lulinhas crocantes (R$ 25).

Frigideira de ovo com batata e presunto cru

Talvez teriam sido pedidas mais felizes do que a porção de bolinho de arroz com queijo tulha (R$ 15, cinco unidades), que carecia de sal e de mais queijo; o pote de picles (R$ 9), com vagem, couve-flor, rabanete e nabo, de acidez exagerada; e o porco no pão (R$ 29), sanduíche que Julieta escolheu como principal. “A combinação de abacate, paleta de porco, cebola roxa e coentro é excelente, pena que a carne estava um pouco seca e sem sal”, lamentou ela.

Mas a certeza de que voltaríamos ao Teus aconteceu depois de provarmos as sobremesas: torta de chocolate amargo (R$ 20) com casquinha delicada, acompanhada de sorvete de caramelo impecável, e as choux a la creme (R$ 12), carolinas com casca açucarada, recheadas de creme de baunilha avelulado. “Com esse final feliz, vale voltarmos para acompanhar a trajetória do chef Farah e torcer para ter uma experiência ainda mais divertida, sem sofrer para pagar”, concluiu Julieta.

Teus

rua Natingui, 1548 – Vila Madalena (veja no mapa)

(11) 3031-0564 – São Paulo – SP

teusrestaurantebar.com.br

 

* Romeu e Julieta é o casal de críticos anônimos da Menu. E a crítica foi publicada na edição 214

** Os preços podem ter sofrido alterações