Cultura

Ex-Masterchefs deixam amadorismo de lado e atuam como profissionais

Jiang Pu comanda restaurante que tem pegada descontraída de bar (foto: Gabriel Reis/ Ag. IstoÉ)

da Redação da Menu 

Na última terça (5), foi ao ar a grande final do Masterchef Brasil, versão com profissionais do reality show culinário exibido pela Band, que consagrou Pablo Oazen, do Garagem Gastrobar, em Juiz de Fora (MG), como campeão.

Assim como os finalistas e os outros competidores desta temporada, muitos dos ex-participantes do reality show passaram de amadores para profissionais, e abriram seus próprios estabelecimentos. Confira uma seleção com alguns deles:

Indústria Brasileira 

Livia Cathiard e Raquel Novais abriram um bar em que trazem elementos da cozinha brasileira para sanduíches e petiscos (foto: divulgação/ Agência Asenses/ Thiago Bergantin)

As participantes da terceira temporada do Masterchef Brasil, Livia Cathiard e Raquel Novais, inauguraram recentemente no bairro do Itaim Bibi, em São Paulo, o Indústria Brasileira. Misto de bar e hamburgueria, o endereço tem atmosfera de fábrica antiga e traz um cardápio no qual mesclam clássicos de bar com ingredientes da cozinha brasileira. Entre as sugestões, destaque para o chips brasileiro (lâminas de banana-da-terra crocantes, R$ 14) e as fritas de batata-doce, que chegam à mesa com molho barbecue de goiabada ou maionese da casa preparada com cachaça (R$ 24). Na ala dos sanduíches, destaque para o conexão Minas Amazônia (hambúrguer, queijo Canastra, tomate tostado, aioli de tucupi negro, servido no pão da casa, R$ 28).

Guató 

Murilo de Oliveira comanda restaurante em Maresias (SP)

O participante da segunda temporada do reality show, Murilo Oliveira, desceu a serra e, atualmente, comanda o Guató, restaurante instalado no Hotel Maui, em Maresias, litoral norte de São Paulo. Com a cozinha baseada nos ingredientes locais, ele apresenta um cardápio no qual brilham sugestões como as vieiras da Ilha das Couves grelhadas com purê de ervilhas e presunto de Parma crocante (R$ 65), os camarões grelhados com arroz negro e creme de cabotiá (R$ 93) e o filé de porco com purê de cebola caramelizada, laranja e crocante de couve (R$ 54).

Sky Hall Terrace Bar

Depois de cursar gastronomia, elaborou cardápio para restaurante badalado (foto: reprodução/ Band)

Depois de participar da primeira temporada do Masterchef Brasil, Martin Cassili cursou gastronomia e, desde o início do ano, assina o cardápio do Sky Hall Terrace Bar, localizado no rooftop de um prédio no Itaim Bibi. Entre as pedidas do menu, destaque para o vodka salmão gravlax (salmão curado com vodca e cítricos, acompanhado de minipanquecas de chia, sour cream, picles e ovas de erva-doce, R$ 79); o spicy tuna (atum selado com mix de especiarias, maionese de curry, limão e caramelo de cerveja escura, R$ 66); e o sanduíche de frango com gruyère (peito de frango, queijo gruyère e barbecue com uísque da casa, servido no pão da casa, R$ 35).

Chi 

Jiang Pu comanda restaurante que tem pegada descontraída de bar (foto: Gabriel Reis/ Ag. IstoÉ)

Participante da segunda temporada do Masterchef Brasil, a chinesa Jiang Pu ficou em terceiro lugar na disputa, mas conquistou o público com o jeito como confundia as palavras em português (quem não se lembra de pérolas como “cebora”?). Recentemente, ela inaugurou no bairro de Pinheiros, e São Paulo, o restaurante oriental Chi (leia mais na edição 219 da Menu), que tem uma pegada descontraída de bar. E traz no cardápio sugestões como o bao de porco (pão chinês no vapor com recheio de barriga de porco, cebolinha, sunomono de pepino e paçoca de amendo (R$ 17) e a carne ao estilo Mongólia (carne bovina com cenoura, salsão, cebola e molho adocicado (R$ 28).

La Carrosse

Sabrina Kanai realiza eventos, cursos e, também, tem uma linha de produtos próprios (foto: divulgação)

Participante da segunda temporada do reality show, Sabrina Kanai inaugurou recentemente no bairro de Perdizes, em São Paulo, o La Carrosse, espaço de eventos no qual realiza jantares, cursos para crianças e, também, desenvolve uma linha de produtos próprios, de inspiração francesa. E, para este fim de ano, apresenta uma seleção de panetones, entre os quais vale destacar o de musse de brigadeiro e o de passas com praliné de castanha-do-Pará (R$ 25, o pequeno; R$ 55, o grande).

Gangue Erva Doce 

Rodrigo Tenente, Aluísio Nahime e Fernando Bianchi realizam eventos (foto: divulgação/ Isabelle Ribeiro)

Rodrigo Tenente, Aluísio Nahime e Fernando Bianchi fizeram parte da terceira temporada do programa, e comandam em São Paulo a Gangue Erva Doce, empresa que realiza diversos eventos gastronômicos itinerantes. Os sanduíches à base de carnes defumadas, como o pulled pork (carne de porco com molho barbecue, R$ 30), o sandubrisket (peito bovino defumado com molho e picles) e o lamb lamb (cordeiro com picles e maionese de hortelã, R$ 35), são as estrelas do cardápio.