Acontece

Pela primeira vez, Guia Michelin retira três estrelas de restaurante

O chef Sébastian Bras atribuiu a decisão a enorme pressão que envolve manter três estrelas Michelin (foto: divulgação)

da Redação da Menu 

Conquistar três estrelas no aclamado Guia Michelin é considerado o auge na carreira de qualquer chef. Exceto para o francês Sébastien Bras, chef do restaurante Le Suquet, na França. No ano passado, o filho do aclamado chef Michel Bras abriu mão de suas três estrelas e pediu para que o restaurante da família, localizado em Laguiole, no sul da França, fosse retirado da publicação. E Bras foi atendido.

Na edição deste ano, o restaurante não constará no Michelin, conforme anúncio da publicação. É a primeira vez na história do guia que um chef “devolve” as suas estrelas. Outros chefs já tentaram devolvê-las, como o chef britânico Marco Pierre White em 1999, mas é a primeira vez que o Michelin aceita as estrelas de volta. “Seria complicado incluir no guia um restaurante que não gostaria mais de fazer parte da grande família de estrelas do Michelin”, disse Claire Dorland-Clauzel, membro do comitê executivo do grupo, à AFP.

Na época, Sébastien Bras atribuiu a sua decisão a pressão constante que sofria por conta das visitas dos inspetores anônimos do Michelin, três vezes ao ano. Embora possa perder notoriedade com a ausência no guia, ele afirmou na época que abrir mão das estrelas representa uma nova página em sua carreira. É aguardar pelos próximos capítulos.