Bebida

A feira de vinho Expovinis é descontinuada

Evento será incorporado pela Fispal Food Service, feira voltada para profissionais do setor de alimentação (foto: divulgação)

por Suzana Barelli

Prevista para junho e com espaço reservado no ExpoCenter Norte, a Expovinis, até então a maior feira de vinhos da América do Sul, não mais acontecerá neste ano. A decisão de descontinuar o evento, que chegaria a sua 22a edição, foi tomada três semanas atrás. “Uma feira não é capaz de inventar um mercado. Ela representa o mercado, que precisa rever que tipo de evento quer”, afirma Clélia Iwaki, diretora da Informa Exhibition, que organiza a Expovinis desde 2014.

Clélia conta que nos últimos dois anos os visitantes vem reclamando, em pesquisas de satisfação, que gostariam de provar mais rótulos nos três dias do evento. “Para 2018, tínhamos a obrigação de ter mais rótulos para não frustar os visitantes, mas não conseguimos esta resposta tanto do mercado nacional como do internacional”, afirma a diretora. E acrescenta: “há uma barreira muito grande, um receio em investir no Brasil.”

A saída foi criar o Lounge do Vinho, sediado dentro da Fispal Food Service, feira que atende o setor de alimentação fora de casa (restaurantes, bares etc.), organizada também pela Informa. Em 2016, com os primeiros sinais de diminuição de expositores e de rótulos na Expovinis, a Informa já havia mudado a data da Expovinis para o mesmo período da Fispal. A feira do vinho, que acontecia em abril, passou a ser realizada em junho, na mesma data e em um pavilhão paralelo do ExpoCenter Norte.

As atrações do Lounge do Vinho ainda estão sendo organizadas, mas Clélia não tem dúvidas de que o assunto brancos e tintos interessa aos visitantes da Fispal Food Service. No ano passado, 27% dos visitantes da Expovinis eram deste setor. Além de definir os expositores no lounge, a Informa também estuda colocar o vinho como tema de uma das palestras do fórum Gestão na Mesa, que acontece paralelamente à Fispal. Mas ainda não há definição sobre isso.