Acontece

Uma semana para beber jerez

(foto: divulgação)
(foto: divulgação)

Por Suzana Barelli

Uma degustação com 11 vinhos elaborados na região de Jerez, no sul da Espanha, foi um dos destaques em São Paulo da Sherry Week 2018, a Semana Internacional do Jerez, que acontece até o dia 14 de outubro, com a promoção de ações com a bebida no mundo todo. Organizada por quatro importadoras – Inovini, Decanter, Casa Flora e Zahil, que têm jerezes em seu portfolio – e por Bernardo Silveira Pinto, um dos formadores homologados de Jerez no Brasil, esta degustação teve a ideia de mostrar a diversidade destes vinhos, característica que é um dos seus diferenciais, mas também um entrave ao seu consumo.

Explica-se: para o público leigo, não é fácil entender que o jerez pode ser um vinho leve, refrescante e seco (o Tio Pepe é seu principal exemplo), mas também um vinho mais encorpado e também um doce. Mais: começam a surgir na região enólogos dispostos a entender e explorar mais a palomino fino, sua principal uva, e já há exemplos de vinho branco seco e não fortificado elaborado com a variedade. O Olo de Gallo, com uvas de um vinhedo único, o Macharnudo Alto, e não disponível no Brasil, é um destes vinhos. Fresco, mineral, com notas de maça, tem produção pequena e é elaborado pelo Grupo Estevez, que tem o Jerez La Guita, o seu vinho mais conhecido no Brasil.

Ainda na diversificação do Jerez, a González Byass, que faz o Tio Pepe, trouxe para a degustação um Jerez elaborado com vinho de uma única safra, o 2010, e de uma única “bota”, como são chamadas as barricas de 500 litros onde os vinhos envelhecem em sistema de solera.

A Semana Internacional do Jerez está em sua sexta edição. Nasceu da ideia de apreciadores da bebida de divulgar mais o jerez e incentivar o seu consumo. Todos os anos, durante uma semana em outubro, as pessoas são convidadas a criarem ações com a bebida, que pode ser de uma simples degustação com os amigos a eventos mais elaborados, e divulgá-los em um site, o www.sherry.wine.com. Espanha, Inglaterra e Japão são os países mais ativos nestas ações, mas o Brasil não fica atrás, com 107 eventos registrados no site até a última sexta-feira, dia 12.