Comidas

Jantar do Baile na Ilha Fiscal apresentou sorvete aos brasileiros há quase 130 anos

O sorvete é uma ótima opção para os dias quentes (Foto: Reprodução/iStock)

da redação da Menu

O jantar servido durante o baile da Ilha Fiscal no Rio de Janeiro, foi a último ato da monarquia no Brasil antes de proclamação da República, em 15 de novembro de 1889. No cardápio, tudo o que havia de mais requintado na época e uma novidade que caiu no gosto dos brasileiros e faz sucesso até hoje: o sorvete.

Além da iguaria gelada, foram servidos doces finos, manjares e frutas açucaradas. O cardápio incluiu pratos de peixe e carne diversos como o badejo, pombo selvagem e peru recheado com castanhas. Para beber, muito champanhe francês, vinho e licores.

Quase 130 anos depois do baile capital do império brasileiro, o sorvete segue como ótima opção para os dias quentes. Confira este receita de sorvete de banana, de Bel Coelho e Paula Saracchi, publicada na edição 134, da Revista Menu.

Ingredientes: 250 g de leite integral, 250 g de água, 250 g de banana nanica (descascada), 140 g de açúcar, 50 g de dextrose, 50 g de glicose, 10 g de suco de limão, 5 g de liga neutra para sorvete, 100 g de doce de banana a gosto.

Preparo: misture todos os ingredientes em pó e reserve. Junte a água e o suco de limão e descasque as bananas nessa água. Em seguida, adicione a mistura de pós às bananas e bata tudo no liquidificador junto com o leite. Leve para gelar na máquina de sorvete, de acordo com as instruções do fabricante. Quando estiver gelado, mescle o doce de banana ao sorvete, alternando em camadas. Transfira para um pote com tampa e mantenha no freezer até a hora de servir.

Para servir: forme quenelles ou bolas com o sorvete e sirva-as em um prato de sobremesa, com o acompanhamento de sua preferência. Se desejar, sirva com mais doce de banana à parte.

Rendimento: 10 bolas ou 1 kg de sorvete
Tempo de preparo: 1 hora
Execução: fácil