Bebida

Natal sem erro

Cervejas para presentear no fim de ano e brindar com os amigos (Foto: Reprodução/iStock)

Escolhemos e degustamos seis rótulos bastante especiais para presentear com estilo seu amigo cervejeiro

por Pedro Marques

Nesta época do ano, os especialistas em cerveja começam a ouvir bastante (às vezes até mais do que gostariam) a seguinte pergunta: “Qual garrafa vocês indicam para presentear um amigo apreciador de cervejas?”. A resposta, porém, é praticamente uma pegadinha, já que cada pessoa gosta de um estilo diferente de gelada, das mais amargas, passando pelas ácidas e chegando até as mais doces e alcoólicas.

Para tentar chegar a um denominador comum, nós da Menu tivemos a ideia de perguntar à nossa equipe de degustadores – formada por mestres-cervejeiros, sommeliers, professores e jornalistas especializados no tema – quais garrafas eles ficariam felizes de ganhar neste fim de ano. As respostas foram variadas, mas só incluem rótulos produzidos por métodos especiais, como fermentação espontânea ou envelhecidas em barris, que conferem complexidade de aromas e sabores e vão bem além de uma garrafinha mais comum.

No total, foram escolhidos seis rótulos: três deles são leves e ácidos, os outros três são mais encorpados e alcoólicos. Todos combinam com os sabores das festas de fim de ano, seja acompanhando os pratos mais leves (as geladas ácidas) ou carnes mais fortes e sobremesas (as cervejas mais alcoólicas). Uma coisa é certa: quem receber um presente desses vai ficar bastante feliz.

Participaram da degustação os sommeliers Aline Araújo, Giuliana Ferreira, Julia Reis, Tatiana Spogis e Marcos Gonçalves; André Leme Cancegliero, sócio da cervejaria Urbana; André Silva, sócio da importadora BestBeers; Marcos Mello, sócio da Beer Freaks; René Aduan Jr., professor da Academia Barbante de Cerveja; Roberto Fonseca, colunista de cervejas da Menu; e Pedro Marques, da equipe da revista. A degustação foi feita às cegas na unidade de Pinheiros da churrascaria NB Steak.

De Molen Ook Best Lekker! (Holanda) – 5/5
De cor vermelha e turva, é uma cerveja ácida envelhecida em barril e maturada com cerejas ácidas belgas. Os aromas lembram vinagre balsâmico, geleia de cereja, chocolate, madeira e baunilha. É um chavão, mas é verdade: é uma explosão de sabores, bastante ácida, refrescante, com toques balsâmicos, de madeira e cereja, com leve amargor final, avinagrada. Tem 6,5% de álcool. R$ 129, 750 ml, na Beer4U.

Horal’s Oude Geuze Mega Blend 2013 (Bélgica) – 4,5/5
Como toda boa Geuze (bebida ácida de fermentação espontânea belga), essa é feita de uma combinação de várias cervejas. Nesse caso, porém, o “mega blend” que dá nome ao rótulo é feito a partir das bebidas produzidas por diferentes cervejarias. Tem cor dourado-clara e turva, com aromas ácidos e de caju. O paladar é herbal, ácido e refrescante, com amargor final gostoso e persistente. Tem 7% de álcool. R$ 180, 750 ml, no Empório Alto dos Pinheiros.

Gouden Carolus Cuvee Van de Keizer 2014 (Bélgica) – 4,5/5
Feita em homenagem ao aniversário do imperador Carlos V, do Sacro Império Romano-Germânico (1500-1558), é uma fermentada do estilo Belgian Dark Strong Ale, de cor marrom e turva. Tem aromas de chocolate, frutas escuras passas e uma nota álcool. O sabor é doce, de caramelo, geleia de frutas escuras, com toque de malte e leve amargor final. Tem 11% de álcool. R$ 73, 750 ml, no The Beer Planet.

Cantillon Iris (Bélgica) – 4/5
Cerveja de fermentação espontânea, mas feita com 100% de malte, ao contrário dos outros rótulos da Cantillon, que levam 35% de trigo na receita. Tem cor âmbar e turva e é bem carbonatada, com aromas ácidos, cítricos e de caju. Na boca, é bem lupulada e com notas de ervas e malte de final seco. Tem 5% de álcool. R$ 139, 750 ml, no Empório Alto dos Pinheiros.

Hof Ten Dormaal Barrel-Aged Project Cognac 2014 (Bélgica) – 4/5
Faz parte de uma linha de geladas envelhecida em barris que foram usados para abrigar diferentes tipos de bebidas. No caso, essa cerveja cobre e turva descansou em barris de conhaque, que lhe confere aromas de geleia de figos, conhaque, mel madeira e baunilha. Tem sabor de figo, de licor, doce e alcoólica, mas é carbonatada e não tão pesada, apesar do 12% de álcool. R$ 90, 750 ml, na Cervejoteca Tatuapé.

Wäls Brut (Brasil) – 4/5
Feita através do método champenoise, o mesmo usado para fazer espumantes, é uma fermentada de cor âmbar e turva, com aromas de mel e malte. No paladar, o sabor de malte se destaca, com toques de mel e abacaxi, bastante refrescante e um leve amargor no final. Tem 11% de álcool. R$ 150, 750 ml, na Cervejoteca Tatuapé.