Cultura

Abstinência de cafeína é um dos desafios do Ramadã

Abstinência de cafeína é desafio durante o Ramadã (Foto: Reprodução/iStock)

da redação da Menu

Desde o início do mês – 5 de maio -, os seguidores do islamismo estão passando pelo Ramadã, o no mês do calendário, conhecido pela prática do jejum ritual e reflexão, além do estreitamento de laços com a família e a religião.

Porém, um dos grandes desafios de quem observa esse período é o jejum, obrigatório a todos os muçulmanos que atingem a puberdade – com exceções para idosos, pessoas doentes e mulheres grávidas. Dentre algumas regras, o ritual envolve a abstinência de substâncias como a cafeína, o que deixa a prática ainda mais difícil.

Como o jejum é praticado do amanhecer ao pôr-do-sol – podendo durar mais de 12 horas -, a falta da cafeína pode potencializar as dificuldades, causando fadiga, dores de cabeça e enxaquecas e mudanças de humor.

Tâmaras são alimentos ancestrais, mas podem elevar os níveis de açúcar no sangue, causando fadiga (Foto: Reprodução/iStock)

Segundo especialistas, uma boa dica é apostar na hidratação: beber mais água do que o normal, para compensar, ou ainda consumir mais alimentos como pepino, melancia e morango. Pratos balanceados com grãos integrais, proteína e gorduras saudáveis também ajudam a dar energia para passar pelo período de jejum sem fadiga.

Além disso, é importante diminuir ou eliminar o consumo de açúcar, que pode causar uma montanha-russa nos níveis de energia do corpo.