Cultura

Pesquisadores apontam que mexilhões estão morrendo cozidos em suas conchas

Mexilhões estão morrendo cozidos em suas próprias conchas devido às altas temperaturas no verão (Foto: Reprodução/iStock)

da redação da Menu

As altas temperaturas no verão do hemisfério norte já não são uma novidade. Porém, em 2019, pesquisadores da Bodega Marina Reserva, na Califórnia, notaram que um número significativo de mexilhões da região tinha morrido dentro de suas próprias conchas.

Segundo Jackie Sones, coordenadora de pesquisa do instituto, a probabilidade é que os mariscos tenham literalmente cozinhado dentro de suas próprias conchas, por as temperaturas estavam altas o suficiente para esquentar as rochas a que eles se conectam no mar.

Pesquisadores projetam consequências graves para a fauna que depende dos mexilhões (Foto: Reprodução/iStock)

A pesquisadora estava fazendo um trabalho de campo próximo à Bodega Bay e notou um alto número de conchas escancaradas – o que indica morte dos mexilhões – na maré baixa. Ela acredita que tenha sido a maior mortandade dos últimos 15 anos.

“Mexilhões da Califórnia são espécies de ‘fundação’, fornecendo habitat para uma diversidade muito alta de outros animais. Embora nem todos os mexilhões tenham morrido, a perda da camada superior de mexilhões provavelmente terá um impacto negativo na fauna que vive no leito do mexilhão”, explica a cientista.

Além disso, a perspectiva, segundo os estudos acerca das mudanças climáticas, é que a frequência e a duração das ondas de calor devem aumentar nos próximos anos.