Cultura

Primeiro café legal de cannabis nos EUA cria tensão com sinagoga vizinha

Primeiro café legal de cannabis nos EUA cria tensão com sinagoga vizinha (Foto: Reprodução/iStock)

da redação da Menu

A Comissão de Licenças Comerciais de West Hollywood, na Califórnia, votou por unanimidade para permitir que o Lowell Cafe seja o primeiro de cannabis. A expectativa é que o espaço tenha um cardápio com comidas variadas e outros itens feitos com maconha, além de uma área ao ar livre para fumar a erva.

Porém, a preocupação da rabina Denise Eger, de uma sinagoga vizinha ao café, é que a fumaça do local chegue até eles, criando um contato involuntário dos participantes da Congregação Kol Ami com a maconha.

“Estamos profundamente preocupados com este negócio e este espaço ao ar livre e nuvens de fumaça de cannabis que limitarão o uso de nosso espaço ao ar livre”, explicou a rabina na reunião da comissão.

Preocupação de sinagoga vizinha é com a fumaça do estabelecimento (Foto: Reprodução/iStock)

Depois de levantar o questionamento, os donos do café responderam à rabina, falando que o espaço ao ar livre será destinado aos visitantes não fumantes. Dessa forma, o local respeita a licença, que declara que o cheiro de cannabis não pode e não deve ser detectado fora da propriedade.

“Somos respeitosos com o bairro e estamos comprometidos em garantir que qualquer cheiro de maconha gerado em nossa propriedade não cause impacto em nosso vizinhos. Selecionamos inúmeras propostas de filtração de ar e selecionamos um sistema especializado em captura local – semelhante ao que é usado em hotéis de luxo, hospitais e laboratórios químicos”, explicou Kevin Brady, gerente geral da Lowell Cafe, à Vice.

A licença do Lowell Cafe é válida por um ano.