Cultura

Taco Bell se compromete a reduzir antibióticos em seu estoque de carne bovina

Rede de fast-food se comprometeu a reduzir em 25% o uso de antibióticos até 2025 (Foto: Reprodução/iStock)

da redação da Menu

A rede de fast-food Taco Bell anunciou o compromisso de reduzir em 25% o uso de antibióticos em sua cadeia de abastecimento de carne bovina até 2025 nos Estados Unidos e Canadá.

A iniciativa foi celebrada pelo NRDC (Conselho de Defesa dos Recursos Naturais), colegiado que estimula as cadeias de restaurantes a cortar antibióticos em sua carne.

“Embora seu compromisso deixe um espaço significativo para melhorias, é um movimento na direção certa e mostra a pressão para que os concorrentes tomem providências”, disse Lena Brook, diretora de campanhas de alimentos do NRDC.

Gerente global de nutrição e sustentabilidade da Taco Bell, Missy Schaaphok, disse à CNN que trabalhar com carne bovina é diferente de utilizar frango, que a rede disse ter eliminado os antibióticos ano passado. ” Vacas vivem mais e mudam de mãos com mais frequência, tornando-as mais difíceis de rastrear, especialmente quando você leva em conta que compramos toda a nossa carne de fornecedores externos”, disse.

No ano passado, o McDonald’s prometeu reduzir o uso de antibióticos em 85% de sua cadeia de fornecimento global. Apesar disso, a cadeia de restaurantes não estabeleceu metas finais, dizendo que começaria a estabelecê-las a partir de 2020.