Bebida

Bebidas com nomes sexistas são proibidas em festival de cerveja britânico

Marcas com nomes ofensivos para as mulheres foram retiradas do evento (Foto: Reprodução/iStock)

da redação da Menu

Os organizadores do Great British Beer Festival anunciaram que bebidas com nomes “sexistas” foram proibidas no evento deste ano. Segundo o jornal Independent foram barradas as bebidas Dizzy Blonde, Slack Alice, Leg-Spreader e Village Bike.

View this post on Instagram

Second #ale of the night, an old favorite Dizzy Blonde #dizzyblondeale #robinsonsbrewery

A post shared by Jay Tillotson (@charmedgeek) on

A organização do evento realizou a medida após uma pesquisa revelar que 68% das mulheres dificilmente comprariam uma cerveja se a anunciassem de maneira sexista.

Abigail Newton, organizadora nacional da CAMRA (Campanha pela Real Ale), disse que cada uma cerca de mil cervejas e outras bebidas à venda no evento foram checadas para garantir a aderência à “carta e código de conduta” da organização, que detalha seu compromisso com a inclusão e diversidade.

“Cerveja não é bebida de homem ou mulher, é ara todos. Há um trabalho que precisa ser feito para superar os estereótipos ultrapassados”, disse Newton.

Ano passado, a rede de lojas de departamento Marks & Spencer se envolveu em polêmica por vender uma bebida “Pornstar Martini” em uma lata. O grupo feminista acusou o varejista de “normalizar pornografia” no Twitter.

Venda da bebida foi alvo de protestos do Twitter (Foto: Reprodução/Twitter @ObjectUK)

Ao lado de uma fotografia das bebidas nas prateleiras das lojas, a organização escreveu: “Marks & Spencer normalizando pornografia”. O tweet repercutiu rapidamente e recebeu comentários concordando com as ativistas. “Repulsivo. Todos nós precisamos reclamar com a M & S”, escreveu uma pessoa.