Bebida

Os bons goles da vida

EU acho a vida uma celebração, então, todos os dias quando posso, o vinho faz parte da minha vida

por Beatriz Marques

Se você tivesse com 70 anos, sendo 56 de carreira bem-sucedida, provavelmente pensaria em parar de trabalhar. Mas isso passa longe da realidade do ator Antonio Fagundes. Basta ver sua rotina: hoje se divide entre os preparativos do personagem Alberto, um dos protagonistas da novela Bom Sucesso, que estreia no segundo semestre na Rede Globo, e a peça Baixa Terapia, em cartaz há dois anos em São Paulo, com mais de 200 mil espectadores no teatro Tuca.Mesmo com tantas horas dedicadas ao trabalho, ele consegue arranjar tempo para curtir uma boa taça de vinho, bebida que está entre suas favoritas, como ele conta a seguir.

Quando e como nasceu sua paixão pelo vinho?
Eu sempre gostei de umas bebidinhas (risos). Lembro de quando era pequeno, minha mãe me dava meio copinho de Malzbier (cerveja adocicada, de baixíssimo teor alcoólico) e achava muito gostoso. Deve ter vindo daí a vontade de experimentar. E vinho, a primeira vez que experimentou, não volta mais, né?

O vinho está inserido no seu dia a dia ou só nas celebrações?
Eu acho a vida uma celebração, então todos os dias quando posso e não estou trabalhando, naturalmente, o vinho faz parte da minha vida.

Qual foi seu gole inesquecível?
Uma vez estava em Nova York e descobri um Amarone Quintarelli Giuseppe. Quando eu dei o primeiro gole, eu disse: é esse!

Costuma viajar para conhecer vinícolas?
Não especificamente, mas se estou num lugar e sei que tem uma vinícola interessante, aí não perco a oportunidade. Foi assim na África do Sul e em Portugal, que visitei recentemente.

Você é mais adepto dos rótulos do Novo Mundo ou das regiões tradicionais?
Eu gosto muito dos italianos, mas aqui no Brasil mesmo temos vinhos maravilhosos, assim como no Chile e na Argentina.

Qual é a sua opinião referente à produção nacional?
Nós temos uma produção muito boa. Acho que o problema do vinho brasileiro é mais econômico, do custo de produção, do que de qualidade. Há rótulos excelentes, falta mesmo a conquista do mercado.

E o vinho só está na sua taça ou também na sua panela? Gosta de cozinhar?
Eu gosto de cozinhar sim, mas não tenho tempo. Eu sei que se fazem ótimas comidas com vinho, mas eu não pratico (risos).