Noticias

Polícia alemã investiga venda de cerveja neonazista

Cerveja neonazista era vendida em mercados da região da Saxônia, na Alemanha (Foto: Götz Ulrich/Facebook)

A polícia alemã está investigando a venda de um cerveja com vários símbolos nazistas e que chegou às lojas de um supermercado na cidade de Bad Bibra, na região da Saxônia, conhecida por abrigar várias organizações neonazistas.

Produzida pela Deutsches Reichbräu (Cervejaria do Império Alemão), a cerveja tem rótulo marrom, em alusão às cores dos uniformes dos soldados nazistas, letras em estilo gótico e a águia nazista – a diferença é que, no lugar da suástica usada pela propaganda do regime totalitário de Adolf Hitler, foi colocada uma Cruz de Ferro.

+Traficante El Chapo vira marca de cerveja no México
+Aeroporto de San Diego transforma condensação de ar condicionado em cerveja
+Herdeira causa polêmica ao dizer que fábrica ‘tratou bem’ prisioneiros do nazismo

O engradado da cerveja custava €18,88, mais uma referência nazista. Entre os apoiadores, o número 18 é um código para ‘AH’, as iniciais de Adolf Hitler. Já o número 88 significa ‘HH’, ou “Heil, Hitler”.

Referências nazistas são proibidas na Alemanha. Os símbolos usados pela cerveja, porém, não são automaticamente proibidos, desde que não façam conexões com o regime nazista – o que não foi o caso, de acordo com a polícia local.

Götz Ulrich, um dos policiais que percebeu as ligações e denunciou o crime, lamentou o ocorrido. “Me sinto envergonhado”, afirmou em um post no Facebook.

Nesta segunda-feira (27), o mundo relembra os 75 anos da libertação dos detentos do campo de concentração de Auschwitz por soldados soviéticos. Cerca de 1 milhão de pessoas de judeus morreram no local sob as ordens do exército de Hitler.