Noticias

Fazendeiro que levar maconha artesanal aos restaurantes

Objetivo é criar uma variedade de maconha mais leve (Foto: iStock)

da redação da Menu

O norte-americano Aaron Keefer tem um currículo de respeito. Formado em gastronomia pelo renomado Culinary Institute of America, ele chegou a ser chef executivo do Marin County Country Club, um clube de luxo no norte da Califórnia.

As longas horas em uma cozinha profissional, porém, fizeram com que ele mudasse de emprego para poder passar mais tempo com a família – e ele foi trabalhar com ninguém menos que Thomas Keller, um dos mais aclamados chefs dos EUA.

+Açougueiro francês faz sucesso ao com salsicha feita com maconha
+Comida e bebida com maconha será tendência nos restaurantes dos EUA
+Conheça o café para harmonizar com maconha

Seu trabalho mudou consideravelmente: ele assumiu o posto de fazendeiro-chefe e se tornou responsável por todos os vegetais servidos nos restaurantes de Keller, incluindo o French Laundry, que tem três estrelas Michelin.

Agora, Keefer está usando sua experiência para levar um outro tipo de vegetal às mesas de restaurantes: maconha artesanal. Recém-contratado pela Sonoma Hills Farm como vice-presidente de cultivo de cannabis.

O objetivo é criar uma variedade de maconha mais leve, que possa ser consumida antes de ir a um restaurante sofisticado ou em festas e que também possa aparecer em receitas, sem estragar a experiência dos clientes.

“Acho que vamos ser os primeiros a criar uma variedade de cannabis que combinará com o estilo da região (famosa pelos vinhos e bons restaurantes”, disse Keefer ao site Food and Wine. A previsão é de que o primeiro lote do produto seja lançado no fim deste ano.

Veja também

+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Garçonete demitida por ciúmes agora fatura com fotos sensuais
+ Chef Henrique Fogaça fecha restaurante no RJ e demite 200 funcionários
+ Torta de sorvete é sobremesa para fazer no fim de semana