Noticias

George Clooney lamenta suposto envolvimento da Nespresso com trabalho infantil

Foto: Nespresso/Divulgação

da redação da Menu

No próximo dia 2 de março, o programa Dispatches, da emissora britânica Channel 4, vai exibir um documentário sobre trabalho infantil ao redor do mundo. E, entre as empresas supostamente envolvidas com a violação humanitária, está a multinacional Nespresso, fabricante de cafés em cápsula e que pertence à gigante Nestlé.

De acordo com o programa, fazendas na Guatemala que são fornecedoras da Nespresso usam trabalho infantil para colher o café, entre outras atividades.

+Terroir da Amazônia é aposta para novo tipo de café
+Ambev e catadores vão recolher lixo de blocos de Carnaval
+iFood lança plataforma para doação de alimentos

De acordo com Guillaume Le Cunff, diretor-executivo mundial da Nespresso, a emissora não informou quais fazendas estão infringindo as condições de trabalho, mas a empresa abriu uma investigação interna para identificar os fornecedores, que terão seus contratos encerrados.

O ator George Clooney, que desde 2006 é um dos principais embaixadores e estrela diversos comerciais da marca, disse ao jornal britânico The Independent estar “surpreso e entristecido” com as revelações. “Honestamente, estou surpreso com essa história. Claramente a Nespresso tem muito trabalho a fazer”, afirmou o ator.

Clooney e sua esposa, a advogada inglesa Amal Alamuddin, são ativistas sociais e defensores de condições dignas de trabalho. “Cresci trabalhando em uma fazenda de tabaco e estou totalmente consciente das complexas questões envolvendo a agricultura e o trabalho infantil”, disse.