Noticias

Setor de bares e restaurantes já demitiu 600 mil no Brasil

Foto: iStock

da redação da Menu

Pelo menos 600 mil pessoas podem ter sido demitidas de bares e restaurantes por causa da pandemia de coronavírus no Brasil. A estimativa é da Associação Nacional de Bares e Restaurantes (ANR), que fez o levantamento junto a seus 9.000 associados.

Cerca de 70% dos integrantes da ANR, que reúne restaurantes independentes, grandes redes e franquias, participaram da sondagem. Entre os que responderam, 62% deles confirmaram demissões.

+Quarentena faz vendas de queijo caírem 60% no Brasil
+Consumo de bebidas alcoólicas dispara nos EUA com quarentena

Em entrevista à agência Folhapress, o presidente da ANR, Cristiano Melles, avalia que foram demitidos de 15% a 20% dos trabalhadores do segmento, que emprega cerca de 6 milhões de pessoas no Brasil. Pelos cálculos de Melles, o número de dispensados está entre 600 mil e 800 mil.

De acordo com a associação, 53% dos seus associados relataram quedas de 50% a 90% no faturamento, em comparação ao mesmo período do ano passado.

Sem saber como será a vida depois que a pandemia passar, 16% dos consultados disseram que vão fechar seus negócios. Outros 27,5% disseram que fecharão algumas unidades, enquanto 57% pretende continuar operando.