Noticias

Número de incêndios na cozinha aumenta com quarentena

Foto: iStock

da redação da Menu

De acordo com a National Fire Protection Association (NFPA), entidade de prevenção a incêndios dos EUA, cerca de metade dos incêndios domésticos naquele país começam na cozinha.

Até por isso, a entidade pediu cuidado redobrado na hora de preparar as refeições, tarefa realizada com mais frequência durante a quarentena adotada por vários países para evitar a propagação da pandemia de coronavírus.

Aparentemente, os norte-americanos não estão levando as recomendações muito a sério: segundo a NFPA, o número de incêndios em cozinhas aumentou nas últimas semanas.

+Aprenda a usar o freezer como aliado durante a quarentena
+Saiba como higienizar compras de delivery e de supermercado
+Aprenda 5 molhos fáceis para aproveitar o macarrão estocado

“Sabíamos que isso iria acontecer”, disse Brian Geraci, chefe dos bombeiros do Estado de Maryland (EUA), em entrevista ao site Vice. “Este não é o momento para ter um incêndio na cozinha, as equipes de emergência estão sobrecarregadas”, acrescentou Geraci.

Além de Maryland, as equipes de bombeiros da Califórnia, Flórida, Minnesota e Nova York também registraram o crescimento nos incêndios domésticos, sendo que a maioria deles começou nas cozinhas.

Para evitar acidentes, os bombeiros recomendam limpar os fornos com frequência e nunca usar água para apagar uma panela de óleo pegando fogo. Nesse caso, o ideal é apagar a chama do fogão e cobrir a panela com uma tampa de metal. Bicarbonato de sódio pode ser usado para controlar focos menores de fogo.

Veja também

+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Garçonete demitida por ciúmes agora fatura com fotos sensuais
+ Chef Henrique Fogaça fecha restaurante no RJ e demite 200 funcionários
+ Torta de sorvete é sobremesa para fazer no fim de semana