Noticias

Bares e restaurantes já demitiram mais de 900 mil no Brasil

Foto: iStock

da redação da Menu

A crise econômica provocada pela pandemia do coronavírus já causou a demissão de 15% dos trabalhadores de bares e restaurantes, o equivalente a mais de 900 mil pessoas, segundo nota divulgada nesta terça-feira pelo escritório de São Paulo da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel-SP).

De acordo com a Abrasel-SP, o País tem 1 milhão de estabelecimentos de alimentação fora do lar e cerca de 100 mil deles já fecharam as portas em definitivo. Uma das explicações para as demissões e fechamento de bares e restaurantes é a dificuldade para conseguir empréstimos, por causa da burocracia dos bancos.

Para evitar que mais negócios fechem, a associação pede para que os governos municipais, estaduais e federal ampliem o socorro às pequenas empresas.

+Veja onde comprar vouchers para ajudar bares e restaurantes
+Delivery de comida não transmite coronavírus, diz especialista
+Jurados do MasterChef Brasil se rendem ao delivery

Delivery com problemas
Na mesma nota, a Abrasel-SP destacou que os estabelecimentos que continuam abertos estão tendo problemas com os aplicativos de delivery, como iFood, Rappi e Uber. Os donos de restaurantes reclamam, por exemplo, reclamam que suas casas somem dos apps em horários de maior movimento.

Para contornar o problema, a entidade orienta os empresários a investir no serviço de delivery próprio através de seus funcionários, comunicando-se com vizinhos, que podem optar pelo serviço “para levar” ou take out. Cerca de 70% dos restaurantes do Estado de São Paulo aderiram ao delivery.

Veja também

+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Garçonete demitida por ciúmes agora fatura com fotos sensuais
+ Chef Henrique Fogaça fecha restaurante no RJ e demite 200 funcionários
+ Torta de sorvete é sobremesa para fazer no fim de semana