Noticias

Fundador do icônico restaurante Le Cirque morre aos 88 anos

Foto: Divulgação

da redação da Menu

Sirio Maccioni, fundador do restaurante Le Cirque, de Nova York, morreu nesta segunda-feira aos 88 anos de causas não reveladas. Segundo o site Eater, porém, a morte não foi causada pelo coronavírus.

Inaugurado em 1974, o Le Cirque ficou conhecido pela alta gastronomia francesa figurou por muitos anos como um dos melhores restaurantes de Nova York. Muitos chefs hoje famosos nos Estados Unidos, como Daniel Boulud e Jacques Torres, trabalharam com Maccioni no início de suas carreiras.

Dono do Le Coq Hardy, restaurante que revelou Jacquin, morre aos 91 anos
+Chef que reinventou cozinha inglesa morre aos 78 anos
+Chef de 59 anos morre de covid-19 em Nova Jersey

Maccioni também era uma figura carismática, razão pela qual o salão de seu restaurante era frequentado por celebridades, intelectuais e políticos de todo o mundo: os ex-presidentes dos EUA Bill Clinton e Ronald Reagan e atores como Sofia Loren e Alec Baldwin são apenas alguns dos famosos que passaram por lá.

Com o passar dos anos, o Le Cirque acumulou problemas como acusações de assédio sexual e de calote em funcionários, o que levou ao fechamento do estabelecimento de Nova York. A marca, no entanto, tem restaurantes nas cidades de Las Vegas (EUA), Dubai (Emirados Árabes Unidos), Nova Déli, Mumbai e Bangalore (Índia).

Veja também

+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Garçonete demitida por ciúmes agora fatura com fotos sensuais
+ Chef Henrique Fogaça fecha restaurante no RJ e demite 200 funcionários
+ Torta de sorvete é sobremesa para fazer no fim de semana