Noticias

Rio de Janeiro proíbe feiras livres por 10 dias por coronavírus

Foto: iStock

da redação da Menu

Com 5.552 casos confirmados e 490 mortes causadas pelo novo coronavírus, o Estado do Rio de Janeiro é o segundo mais afetado pela pandemia no Brasil, atrás apenas de São Paulo (com 15.914 casos e 1.134 mortes).

E, como muitas pessoas não estão respeitando as recomendações de isolamento social, o prefeito da cidade do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, publicou nesta quinta-feira um decreto proibindo as feiras livres por dez dias. O objetivo é evitar aglomerações e conter o avanço da doença.

+Oktoberfest de Munique de 2020 é oficialmente cancelada
+Coronavírus pode reduzir produção de cervejas nos EUA
+Turma da Mônica lança cartilha sobre comida e coronavírus

Sete cidades têm mais de 100 casos confirmados, e a capital já soma 3.656, o que corresponde a mais de 65% das ocorrências no estado, de acordo com a Agência Brasil. Além do Rio de Janeiro, registraram mais de 100 casos as cidades de Niterói (239), Nova Iguaçu (224), Duque de Caxias (217), Volta Redonda (174), São Gonçalo (122) e São João de Meriti (106).

As cidades com mais mortes também estão, em sua maior parte, na região metropolitana do Rio de Janeiro. A capital superou hoje os 300 óbitos, e registra 303 vítimas da doença. Duque de Caxias (36), Nova Iguaçu (17) e Niterói (16) são as outras cidades em que mais pessoas morreram do novo coronavírus no estado.

Veja também

+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Garçonete demitida por ciúmes agora fatura com fotos sensuais
+ Chef Henrique Fogaça fecha restaurante no RJ e demite 200 funcionários
+ Torta de sorvete é sobremesa para fazer no fim de semana