Noticias

40% dos restaurantes de São Paulo podem fechar em definitivo

Foto: iStock

da redação da Menu

Pesquisa realizada pelo escritório de São Paulo da Associação Brasileira de Bares e Restaurante (Abrasel-SP) indica que 40% dos bares e restaurantes da capital do Estado e arredores podem fechar em definitivo por causa da crise econômica causada pela pandemia de coronavírus.

Foram consultados 125 empresários donos de pelo menos três estabelecimentos, totalizando cerca de 375 casas. Eles afirmam que haverá recessão após o fim da quarentena e os consumidores deverão estar com medo e sem dinheiro, ou seja, mesmo após a reabertura do comércio, a frequência deve ser baixa.

+Restaurantes dos EUA já demitiram 8 milhões de trabalhadores
+Instagram vai lançar ferramenta de doação para restaurantes
+Bares e restaurantes já demitiram mais de 900 mil no Brasil

Um dos problemas, de acordo com o levantamento, é a falta de ajuda financeira. Para 59% deles, o auxílio anunciado não foi suficiente, enquanto para 35% o socorro demorou a chegar, por causa da burocracia para conseguir crédito junto aos bancos.

Apesar disso, o isolamento social foi defendido pela maioria: 61% afirmaram que a melhor maneira de evitar a pandemia é o isolamento social, com a volta da atividade econômica de forma gradual e segura. Já para 20%, o ideal é manter a quarentena o tempo que for necessário.

Diante desse cenário, a associação recomenda que os empresários façam corte de custos, reduzam o endividamento e priorizem cardápios enxutos e promoções para atrair os clientes após a reabertura do comércio.

Veja também

+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Garçonete demitida por ciúmes agora fatura com fotos sensuais
+ Chef Henrique Fogaça fecha restaurante no RJ e demite 200 funcionários
+ Torta de sorvete é sobremesa para fazer no fim de semana