Noticias

Dia do Churrasco: aprenda a preparar a carne perfeita

Foto: iStock

por Pedro Marques, da Menu

A data de 24 de abril foi a escolhida para celebrar uma das paixões mundiais, o churrasco. No Brasil, dá para dizer que o churrasco é ainda mais popular que a feijoada: enquanto o cozido de feijão preto é mais popular no Sul e Sudeste, as carnes na brasa são apreciadas no País inteiro.

Fazer um churrasco perfeito vai além de preparar as carnes ao ponto. Existem vários rituais, como acender a churrasqueira, esperar os convidados chegarem com uma caipirinha ou cerveja bem gelada e preparar os acompanhamentos – a farofinha é indispensável.

+Saiba como fazer defumados em casa (e até no apartamento)
+Churrasco mais caro: carne bovina subiu 30% em 2019
+Veja como preparar um churrasco sem erros

É verdade que nesses tempos de distanciamento social reunir os amigos em torno da churrasqueira não é a melhor coisa a se fazer. Mas, quando isso acabar, pode ser uma bela maneira de celebrar. Por isso selecionamos a seguir dicas para você fazer um churrasco perfeito. Estamos torcendo para que isso aconteça em breve.

Carvão
Quem nunca foi a um churrasco em que o carvão acabou durante a festa? Para não ter essa surpresa, basta seguir essa dica: a mesma quantidade que você comprar de carne, você compra de carvão. Se for fazer 10 kg de carne, compre 10 kg de carvão. Se quiser garantir, compre 50% a mais, ou seja, 15 kg. Caso sobre, tudo bem, carvão é barato e dá para guardar para o próximo churrasco.

É brasa, mora?
Acender o carvão é um processo demorado. Você vai querer somente as brasas que se formam depois que o carvão queimou, não as labaredas. Por isso, acender a churrasqueira demora mais ou menos uma hora antes de começar a colocar as carnes na churrasqueira.

Cinzas
Guarde as cinzas que sobrarem para o próximo churrasco. Elas são uma cobertura para as brasas e impedem que labaredas se formem quando a gordura das carnes pinga sobre o fogo.

Quanta carne?
A média é de 400 g de carne por pessoa. No caso de peças com osso, dobre a quantidade: metade da peça é osso.

Clássicos
Para agradar a todos, vale investir nos cortes mais tradicionais do churrasco brasileiro, como picanha, fraldinha, maminha. Linguiça, pão de alho e asinhas de frango também não podem faltar.

Surpreenda
Antes desprezados, os cortes de segunda podem muito bem ir para a brasa. “Não existe mais carne de segunda. O que existe é boi de segunda e boi de primeira”, afirma Pedro Merola, pecuarista e dono do açougue Feed, em São Paulo. Brisket, raquete e flat iron steak são alguns dos preferidos dos fãs de churrasco.

Fino e grosso
O tamanho do sal varia de acordo com a carne que vai ao fogo. Postas menores, de até 500 g, devem ser temperadas com sal fino ou com sal grosso triturado. As peças maiores, com sal grosso. E as carnes devem ser salgadas apenas um pouco antes de serem levadas à brasa.

Grelhado ou assado?
As postas de carnes de até 500 g devem ser feitas na grelha, a uma distância de 15 cm da brasa e ficam prontas mais rapidamente. Pedaços maiores ou peças inteiras ficam melhores assadas, a uma distância de 60 cm ou mais da brasa e demoram mais para ficarem prontas.

Corte certo
Corte as carnes sempre no sentido contrário às fibras. Depois de pronta, pode ser difícil saber qual o sentido correto para cortar a carne. Na dúvida, faça pequenos cortes na carne crua para marcar o sentido das fibras.

Sempre afiada
Um kit com várias facas sempre impressiona os convidados. Mas elas são inúteis se não estiverem afiadas. Melhor investir em uma boa faca e mantê-la sempre afiada. Outros equipamentos essenciais são uma boa tábua de carne, um garfo longo, um pegador de metal longo.

Veja também

+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Garçonete demitida por ciúmes agora fatura com fotos sensuais
+ Chef Henrique Fogaça fecha restaurante no RJ e demite 200 funcionários
+ Torta de sorvete é sobremesa para fazer no fim de semana