Noticias

Supermercados dos EUA estão limitando a venda de carnes

Foto: iStock

da redação da Menu

Os supermercados dos Estados Unidos anunciaram no fim de semana que estão colocando um limite na quantidade de carne fresca vendida aos consumidores, para evitar o risco de desabastecimento do produto no país.

Por meio de um comunicado, a rede Kroger afirmou que, atualmente, existe bastante carne bovina, suína e de aves em seus depósitos, mas está tomando a medida por causa dos problemas dos frigoríficos norte-americano. No momento, a rede está limitando a venda apenas das carnes de boi e porco.

+Coronavírus pode levar setor de carnes dos EUA ao colapso
+Restaurantes dos EUA já demitiram 8 milhões de trabalhadores
+Vendas de bacon caem nos EUA por causa de quarentena

Nesta segunda-feira, a rede Costco anunciou restrições semelhantes, limitando a venda a três unidades pré-embaladas por pessoa de cortes de carne, porco e frango.

O suprimento de cortes bovinos, de aves e porcos pode entrar em colapso nos Estados Unidos, de acordo com reportagem publicada no site Eater. Isso porque houve um grande aumento no número de casos de coronavírus entre os trabalhadores dos grandes frigoríficos, como Tyson Foods, JBS USA e Smithfield Foods.