Noticias

Melitta adapta fábrica de filtros de café para fazer máscaras

Foto: iStock

da redação da Menu

É bem provável que você já tenha visto algum meme de um filtro de café transformado em máscara descartável – cujo uso agora é obrigatório para impedir a propagação do novo coronavírus.

Bem, a alemã Meliita (sim, apesar do nome italiano, é uma empresa da Alemanha) também viu isso e está adaptando suas fábricas de filtros de café para produzir máscaras de segurança descartáveis, atendendo a um pedido das autoridades do país europeu.

+Venda de queijos na França despenca 60% com quarentena
+Cachorros entregam cerveja e alegria para clientes nos EUA
+Coronavírus deixa mexicanos sem cerveja durante a quarentena

“Os filtros encaixam perfeitamente no rosto, é tão inacreditável que você pode até dizer que é um presente dos céus”, disse Katharina Roehrig, uma diretora da Melitta, ao jornal norte-americano The New York Times.

Se aproveitando dessa facilidade, a empresa conseguiu adaptar suas fábricas em tempo recorde para produzir máscaras usando os filtros – a Melitta já tem produzido 1 milhão de máscara por dia.

Aliás, as máscaras são feitas nas mesmas máquinas usadas para fazer os filtros de café. O formato continua o mesmo, a diferença é que agora eles recebem elásticos para manter o equipamento de segurança fixo ao rosto.

O material, porém, é diferente. A empresa, que na Alemanha também faz sacos para aspiradores de pó, usa o mesmo tecido desses sacos, que consegue bloquear 98% das bactérias, índice semelhante ao de máscaras descartáveis simples.

Até o momento, já foram produzidas 10 milhões de máscaras. O primeiro milhão de unidades foi doado a aos funcionários da empresa, incluindo os aposentados, e suas famílias.

Outro milhão de máscaras foi doado para moradores próximos da fábrica da Melitta, na cidade de Spengen, uma pequena cidade no noroeste da Alemanha. O restante aguarda aprovação das autoridades do país para poder ser doada ou comercializada.

Para quem se animou, porém, a produção de máscaras da Melitta deve ficar restrita à Alemanha, pelo menos por enquanto. Ou seja, a única opção vai ser se divertir com os memes.

Veja também

+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Garçonete demitida por ciúmes agora fatura com fotos sensuais
+ Chef Henrique Fogaça fecha restaurante no RJ e demite 200 funcionários
+ Torta de sorvete é sobremesa para fazer no fim de semana