Noticias

Lagosta azul rara escapa de virar jantar e ganha vaga em zoológico

Foto: iStock

da redação da Menu

Uma rara lagosta azul escapou de virar um prato requintado em uma unidade do restaurante Red Lobster na cidade de Cuyahoga Falls, no Estado de Ohio (EUA). Ao perceberem que o animal era diferente dos outros que estão acostumados a preparar, os cozinheiros ligaram para um zoológico local para resgatar o crustáceo.

+Buldogue francês comendo burrito é a coisa mais fofa do dia
+Marmota comendo pizza é novo meme das redes sociais
+Cervejaria inglesa faz minipub para porcos-espinhos
+Conheça os principais nomes de animais de estimação inspirados em alimentos

Eles deram sorte: o animal foi colocado junto com outras lagostas em um tanque no qual o público escolhe sua lagosta. O movimento fraco por causa da pandemia de coronavírus, porém, evitou que alguém comesse a rara lagosta azul no jantar.

View this post on Instagram

Your Akron Zoo has adopted a rare blue American lobster from a @redlobster after restaurant employees recognized the rarity of the blue shell. The connection between the Akron Zoo and Red Lobster came from a conservation partnership called Seafood Watch. The program, run by the @montereybayaquarium, strives to help consumers and businesses choose seafood that is farmed sustainably and fished in ways to support a healthy ocean. Both the Akron Zoo and Red Lobster are conservation partners with @seafoodwatch. After Red Lobster employees discovered the blue lobster, named Clawde by the restaurant chain after their mascot, they contacted the Monterey Bay Aquarium, who then reached out to us. Our animal care staff was able to quickly spring into action and prepare a new home for him. Blue lobsters are very rare, occurring one in every 2 million. The blue coloration of the shell is the result of a genetic anomaly. Clawde is acclimating to his new home here at the Akron Zoo, in a special tank that has been dubbed “Clawde’s Man Cave” by his care team. Clawde now resides in our Komodo Kingdom building, which is currently closed to guests due to the COVID-19 pandemic. #bluelobster #seafoodwatch #conservationpartners #akronzoo

A post shared by Akron Zoo (@akronzoo) on

Agora, o raro crustáceo está sendo (bem) cuidado pela equipe do zoológico de Akron, que a princípio batizou o espécime de Clawde. Alguns dias depois, porém, os veterinários descobriram que a lagosta é uma menina, e a rebatizaram como Clawdia.

Segundo o zoológico, lagostas azuis são bastante raras. A probabilidade de encontrá-las é de 1 em 2 milhões. Ela não é a mais rara de todas, no entanto. A chance de encontrar uma lagosta albina é de 1 em 100 milhões.

Veja também

+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Garçonete demitida por ciúmes agora fatura com fotos sensuais
+ Chef Henrique Fogaça fecha restaurante no RJ e demite 200 funcionários
+ Torta de sorvete é sobremesa para fazer no fim de semana