Noticias

Marmitas com veneno de rato foram entregues a moradores de rua de SP

Foto: iStock

da redação da Menu

Na semana passada, dois moradores de rua morreram após consumirem alimentos envenenados em Itapevi, cidade que faz parte da Grande São Paulo. E, segundo informou nesta quinta-feira a Polícia Civil, os alimentos foram contaminados com veneno de rato.

De acordo com a perícia, foi encontrado “chumbinho” nas marmitas entregues por um homem não identificado aos moradores de rua José Luiz de Araújo, 61 anos, e Vagner Oliveira, 37, que morreram após consumir os alimentos. Um cachorro também morreu após comer os mesmos alimentos.

+Moradores de rua morrem após consumir alimentos envenenados em SP
+Homem dá comida envenenada para moradores de rua nos EUA
+Restaurante que ajuda moradores de rua tem estoque furtado
+Restaurante fura quarentena e faz festa com maconha e sexo

De acordo com reportagem do jornal “Agora”, o delegado responsável pelo caso, Aloysio Neto, não deu detalhes sobre a investigação. Ele afirmou, no entanto, que a polícia está tentando descobrir se a marmita foi envenenada no posto onde foi consumida ou na hora do preparo.

As marmitas foram entregues por um grupo ligado a uma igreja evangélica. Em depoimento, a pastora que preparou a comida afirmou ela e sua família consumiram os alimentos, mas não tiveram problemas de saúde. O caso é investigado como homicídio doloso, quando há intenção de matar.

Veja também

+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Garçonete demitida por ciúmes agora fatura com fotos sensuais
+ Chef Henrique Fogaça fecha restaurante no RJ e demite 200 funcionários
+ Torta de sorvete é sobremesa para fazer no fim de semana