Noticias

MasterChef: eliminada em 2016 tem 2ª chance e conquista título

Foto: Carlos Reinis/Band

da redação da Menu

Eliminada ainda nas seletivas do MasterChef 2016, após servir porco cru para os jurados, a dona de casa Adriana Schmidt, de 50 anos, aproveitou a segunda chance e se sagrou campeã do 13º episódio do MasterChef 2020, que excepcionalmente foi exibido na noite desta quarta-feira.

+MasterChef Brasil desta semana será exibido na quarta-feira
+MasterChef: fã-clube cria hashtag para Paola Carosella no Twitter
+MasterChef: campeã surpreende com conhecimentos técnicos

Em sua primeira participação, os chefs Henrique Fogaça e Paola Carosella se recusaram a experimentar o prato de Adriana, um rosbife suíno. Desta vez, no entanto, ela venceu as duas provas da noite e foi bastante elogiada pelas receitas de cação com creme de espinafre e nhoque ao molho de queijo e shitake.

Ao “Portal da Band”, Adriana contou que, quando passou pelas seletivas do MasterChef pela primeira vez, foi somente para mostrar aos filhos que ela não era capaz. Por isso se esforçou pouco e ouviu da chef Paola Carosella que seu desempenho ruim era de propósito, para não avançar na competição.

De lá para cá, a dona de casa se divorciou e conta que suas prioridades mudaram. “Sempre achei que envelhecer seria muito difícil para mim. Os últimos meses serviram para trabalhar questões internas e perceber que uma pessoa na minha idade é ativa, tem cérebro e experiência de vida. Precisamos achar beleza em outras coisas.”

Foi por isso que desta vez Adriana batalhou para ficar com o título de melhor cozinheira da noite. “Essa conquista eu dedico a mim mesma”, celebrou.

Veja também

+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Garçonete demitida por ciúmes agora fatura com fotos sensuais
+ Chef Henrique Fogaça fecha restaurante no RJ e demite 200 funcionários
+ Torta de sorvete é sobremesa para fazer no fim de semana