Noticias

Reservas para jantar dentro de avião se esgotam em 30 minutos

Foto: Singapore Air

da redação da Menu

Apesar de as restrições em relação à pandemia terem diminuído bastante em muitos lugares do mundo, há uma proibição que ainda tem deixado muita gente chateada: viajar de avião.

+Evento da Stella Artois chega a São Paulo com bolhas privativas
+Pub instala cerca elétrica para reforçar distanciamento social
+Urso faz piquenique com visitantes de parque e ganha sanduíche

Ok, as viagens aéreas até estão liberadas em alguns lugares, mas o número de voos diminuiu consideravelmente desde o começo da pandemia e entrar em um avião e sair de férias é um sonho cada vez mais distante para muitas pessoas.

Essa é uma das explicações para o sucesso de uma campanha criada pela companhia aérea Singapore Air, que agora oferece jantares dentro de um Airbus A380 estacionado no Aeroporto de Changi, em Singapura.

É isso mesmo o que você leu: o avião não decola. Mesmo assim, as reservas para jantar na aeronave se esgotaram em 30 minutos, de acordo com uma reportagem da agência de notícias Bloomberg.

O sucesso foi tamanho que a Singapore Air inclusive abriu uma lista de espera para os interessados e considera servir esses jantares em novas datas.

Assim como acontece em situações normais, o tratamento varia de acordo com a classe escolhida pelo “passageiro”.

Para jantar na primeira classe, por exemplo, é preciso desembolsar US$ 472 (cerca de R$ 2.600). Já para jantar na classe econômica, a experiência sai por US$ 39 (cerca de R$ 215). Além do jantar, o “bilhete” dá direito a duas bebidas alcoólicas e uma lembrancinha.

Veja também

+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Garçonete demitida por ciúmes agora fatura com fotos sensuais
+ Chef Henrique Fogaça fecha restaurante no RJ e demite 200 funcionários
+ Torta de sorvete é sobremesa para fazer no fim de semana