Noticias

Polícia italiana prende quadrilha que falsificava vinhos de luxo

Foto: Guardia di Finanza

da redação da Menu

A polícia italiana anunciou nesta semana a prisão de dois integrantes de uma quadrilha especializada em falsificar vinhos de luxo. Durante a operação, foram apreendidas 4.200 garrafas falsas do premiado vinho Sassicaia – as garrafas originais chegam a ser vendidas por até 360 euros (cerca de R$ 2.400) na Europa.

+Espanha prende quadrilha internacional de falsificação de vinho
+Polícia apreende 100 mil vidros de azeite falsificado na Grande SP
+Aprenda a identificar azeites falsificados ou com defeitos

Segundo a polícia, a quadrilha tem membros em vários países europeus. As garrafas, por exemplo, vinham da Turquia, enquanto as caixas de madeira eram enviadas da Bulgária. Já a bebida era produzida na região italiana da Sicília.

A investigação começou por pura sorte: a polícia encontrou na cidade de Empoli (Toscana) uma caixa das bebidas falsificadas que teria caído de um caminhão. A caixa tinha dois números de telefones que levaram aos falsários.

De acordo com os investigadores, vários compradores da China, Coreia do Sul e Rússia compraram cerca de mil caixas da bebida falsificada, que era vendida por menos da metade do valor de um Sassicaia original.

O Bolgheri Sassicaia, produzido pela vinícola Tenuta San Guido, na Toscana, é considerado um dos melhores vinhos tintos da Itália. Ele já foi eleito o melhor vinho do mundo pela publicação Wine Spectator e recebeu 100 pontos do crítico Robert Parker.

Veja também

+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Garçonete demitida por ciúmes agora fatura com fotos sensuais
+ Chef Henrique Fogaça fecha restaurante no RJ e demite 200 funcionários
+ Torta de sorvete é sobremesa para fazer no fim de semana