Noticias

Donos de restaurantes são mortos por vinhos de R$ 1,3 milhão

Foto: iStock

da redação da Menu

A polícia da Cidade do México prendeu três suspeitos pelo assassinato de Baptiste Lormand, francês dono de vários restaurantes no bairro nobre de Polanco, e seu sócio, o mexicano Luis Orozco.

+Entenda a diferença entre vinho Reserva e Reservado
+Polícia italiana prende quadrilha que falsificava vinhos de luxo
+Espanha prende quadrilha internacional de falsificação de vinho

Para os investigadores, os suspeitos cometeram o crime para roubar cinco garrafas de vinho avaliadas em mais de R$ 1,3 milhão. Segundo reportagem da BBC, os corpos de Lormand e Orozco foram encontrados ao sul da capital no último sábado (28).

A procuradora-geral da Cidade do México, Ernestina Godoy, disse que durante a prisão dos três suspeitos “um número significativo de garrafas de álcool de alta qualidade e armas foram apreendidas”.

O assassinato de Lormand causou indignação entre a comunidade francesa na Cidade do México, que organizou uma marcha de protesto para exigir justiça.

Veja também

+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Garçonete demitida por ciúmes agora fatura com fotos sensuais
+ Chef Henrique Fogaça fecha restaurante no RJ e demite 200 funcionários
+ Torta de sorvete é sobremesa para fazer no fim de semana