Noticias

França recupera carga de vinhos roubados avaliada em R$ 30 milhões

Foto: iStock

da redação da Menu

vinhos que podem custar milhares de dólares e é justamente por isso que eles são bastante visados por ladrões. Alguns países, como a França, têm até forças-tarefa especializadas em resolver esse tipo de crime.

+Queijo e vinho tinto ajudam a manter o cérebro saudável, diz estudo
+Donos de restaurantes são mortos por vinhos de R$ 1,3 milhão
+Espumante feito na Argentina manda 2020 para “PQP”

Recentemente, essa unidade francesa conseguiu recuperar uma carga de 900 vinhos roubados, avaliada em cerca de US$ 6 milhões (aproximadamente R$ 30 milhões). Ou seja, cada garrafa vale, em média, US$ 6.600 (cerca de R$ 33 mil)

Batizada de “Magnum”, a operação demandou um ano de investigações e resultou na prisão de 25 pessoas, de acordo com o site “The Drinks Business”.

Entre os rótulos recuperados pelas autoridades francesas, estão alguns dos mais cobiçados pelos aficionados por vinho, como Domaine de la Romanée-Conti, Cheval Blanc, Petrus e Yquem.

Os ladrões roubavam as garrafas de lojas, restaurantes premiados e diretamente dos estoques dos produtores, em diferentes regiões do país. Apesar de trabalharem de maneira descentralizada, a polícia acredita que eles fazem parte de um grupo organizado.

“Esses profissionais sabem como burlar equipamentos de segurança avançados, como alarmes, câmeras e detectores de movimento”, afirmou Patrick Leonard, chefe da polícia de Bordeaux.

Veja também

+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Garçonete demitida por ciúmes agora fatura com fotos sensuais
+ Chef Henrique Fogaça fecha restaurante no RJ e demite 200 funcionários
+ Torta de sorvete é sobremesa para fazer no fim de semana