Noticias

Após polêmica, chef Thomas Keller apaga conta no Twitter

Foto: PRNewsfoto/MasterClass

da redação da Menu

Parece que o Twitter tem sido fonte de problemas para os chefs nos últimos tempos. Nesta semana, Henrique Fogaça atacou usuários da rede social e Paola Carosella, que ontem anunciou sua saída da Band, chegou a prometer a não se envolver mais em polêmicas nas redes sociais.

+Paola Carosella deixa a Band e pode apresentar programa no GNT
+Fogaça ataca usuários no Twitter após postar vídeo sobre coronavírus
+Fazendeiro que levar maconha artesanal aos restaurantes

Agora, quem se complicou foi o premiado chef norte-americano Thomas Keller, dos restaurantes French Laundry e Per Se, considerados dois dos melhores estabelecimentos dos Estados Unidos.

A confusão aconteceu dois dias atrás, após Keller publicar uma mensagem no Twitter prestando uma homenagem a Sheldon Adelson, bilionário do ramo dos cassinos e um dos principais apoiadores do ainda presidente dos EUA, o republicano Donald Trump, que morreu na terça-feira (12), aos 87 anos.

A postagem recebeu vários comentários negativos de pessoas contrárias a Trump, que na semana passada incitou seus apoiadores a invadirem o Capitólio e agora passa por um segundo processo de impeachment no Congresso dos EUA.

Nas críticas, os usuários da rede social afirmaram que Keller demonstrou insensibilidade ao atual momento político do país e que ele lucrava ao se associar com “pessoas do mal”.

Veja também

+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Garçonete demitida por ciúmes agora fatura com fotos sensuais
+ Chef Henrique Fogaça fecha restaurante no RJ e demite 200 funcionários
+ Torta de sorvete é sobremesa para fazer no fim de semana